Edição do dia

Domingo, 21 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
25.9 ° C
26.9 °
25.9 °
94 %
5.7kmh
40 %
Dom
25 °
Seg
25 °
Ter
25 °
Qua
25 °
Qui
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeQuarta Ponte Marítima Macau-Taipa terá o nome de “Ponte Macau”

      Quarta Ponte Marítima Macau-Taipa terá o nome de “Ponte Macau”

      Já se sabe o nome oficial da quarta ponte entre Macau e Taipa: a sugestão “Ponte Macau” foi a proposta vencedora, com as autoridades a descartar os outros quatro nomes candidatos, “Ponte Cidade Nova”, “Ponte Espelho do Mar”, “Ponte Jubileu de Prata” e “Ponte Hou Kong”. Os participantes vencedores poderão em breve levar para casa os prémios de 10 mil e 6 mil patacas, depois do sorteio de ontem.

       

      A Comissão de Avaliação do evento de escolha do nome a atribuir à Quarta Ponte Marítima Macau-Taipa comunicou ontem a decisão de a designar oficialmente de “Ponte Macau”. A escolha foi feita entre cinco nomes, tendo sido preterida entre as outras quatro opções, a saber “Ponte Cidade Nova”, “Ponte Espelho do Mar”, “Ponte Jubileu de Prata” e “Ponte Hou Kong”.

      Ontem à tarde, dia 26, decorreu uma cerimónia do sorteio dos participantes vencedores que contou com a presença dos membros da Comissão de Avaliação. O director dos Serviços de Obras Públicas (DSOP), Lam Wai Hou, foi quem activou o processo de sorteio electrónico para o 1º, 2º e 3º prémio, assim como dos 50 prémios de participação a atribuir aos que propuseram o nome que acabou por ser seleccionado pelo Governo.

      O grande vencedor da proposta escolhida terá direito a um prémio monetário de 10 mil patacas, com os segundos classificados a receberem 6 mil patacas. Quanto à cerimónia de entrega de prémios, esta terá lugar na tarde de 14 de Abril, na Sala Lótus do Edifício World Trade Center Macau, e será presidida pelo secretário para os Transportes e Obras Públicas, Raimundo do Rosário.

      Recorde-se que a participação no evento de escolha do nome lançado em Dezembro do ano passado foi muito activa, tendo 5.703 residentes contribuído com mais de 14 mil propostas. Na fase preliminar, um total de 88 nomes foram seleccionados, com ao todo 37 nomes diferentes a serem depois analisados pela mesma Comissão de Avaliação. Destes, dois faziam referência a nomes antigos de Macau – Ponte Kiang Hoi (‘rio da ostra’) e Ponte Kiang Hoi (‘mar de espelho’). Outros eram de inspiração geográfica – Ponte de Macau e Ponte Nova Urbana – e o quinto pretendia ainda assinalar o 25.º aniversário da RAEM – Ponte Jubileu de Prata.

      O concurso de proposta de um nome para a quarta ponte convidava os residentes a sugerirem até três nomes e submetê-los através da sua Conta Única de Macau, apenas sendo aceites nomes em chinês ou português. Os candidatos tinham também de incluir na candidatura as suas explicações sobre as razões pelas quais acreditam que os nomes propostos são os melhores para a ponte.

      A Comissão de Avaliação responsável pela escolha do nome a atribuir à nova ponte foi composta por representantes de diversas associações e profissionais convidados pelo Governo, com um total de 19 pessoas. Wong Man Fai foi eleito presidente da Comissão de Avaliação. Os organismos representados incluíram a Associação Comercial de Macau, a União Geral das Associações dos Moradores de Macau, a Federação das Associações dos Operários de Macau, a Associação Geral das Mulheres de Macau, a Associação de Educação de Macau, a Associação Geral dos Chineses Ultramarinos de Macau, a Associação Geral de Estudantes Chong Wa de Macau, a Associação dos Trabalhadores da Comunicação Social de Macau, a Associação dos Arquitectos de Macau, a Associação dos Engenheiros de Macau, a Associação Budista Geral de Macau, a Associação Católica Cultural de Macau, e ainda os indivíduos Wong Man Fai, Carlos Marreiros, Chan Hou Seng, Lok Hei, Ieng Weng Fat,  Miguel de Senna Fernandes e a senhora Lio Chi Heng.

      A construção da quarta ponte começou em Março de 2020, com um prazo de execução inicial até Janeiro de 2024, prazo que teve de ser estendido até ao segundo trimestre, tendo sido recentemente anunciado que a inauguração da “Ponte Macau” está para breve.