Edição do dia

Quarta-feira, 17 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
27.9 ° C
28.9 °
27.9 °
83 %
4.6kmh
40 %
Qua
28 °
Qui
29 °
Sex
28 °
Sáb
28 °
Dom
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeNúmero de visitantes em Fevereiro foi mais do dobro em relação ao...

      Número de visitantes em Fevereiro foi mais do dobro em relação ao ano passado

      Em Fevereiro deste ano, entraram em Macau um total de 3.293.564 visitantes, ou seja, mais 106,7% face a Fevereiro do ano passado. Face a Janeiro, houve um aumento de 15,1%. Este aumento dos visitantes, porém, ainda não chegou para atingir os níveis registados em 2019.

       

      O número de visitantes que entraram em Macau no passado mês de Fevereiro foi mais do dobro em comparação com Fevereiro de 2023. Segundo a Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), no mês passado chegaram a Macau um total de 3.293.564 visitantes, ou seja, mais 106,7% do que em Fevereiro de 2023.

      Assim, nos dois primeiros meses deste ano, entraram em Macau 6.155.173 visitantes, mais 105,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Recorde-se que a Associação de Indústria Turística disse esperar que este ano cheguem a Macau cerca de 36 milhões de visitantes.

      Comparando os números de Fevereiro com Janeiro deste ano, houve uma subida de 15,1%. No entanto, ainda não foram alcançados os números registados antes da pandemia. Em comparação com Fevereiro de 2019, registou-se uma recuperação de 92,9%.

      A DSEC diz também que o número de entradas de excursionistas (1.867.660) e o de turistas (1.425.904) subiram 148,9% e 69,1%, respectivamente, em relação a Fevereiro de 2023. De referir que o período médio de permanência dos visitantes correspondeu a 1,1 dias, menos 0,2 dias, em termos anuais. Segundo justifica a DSEC em comunicado, “este decréscimo deveu-se principalmente à proporção de excursionistas em relação ao total de visitantes ter subido ligeiramente”. Salienta-se que o período médio de permanência dos turistas (2,2 dias) e o dos excursionistas (0,3 dias) se mantiveram.

      No que toca à origem dos visitantes, o número de entradas do interior da China fixou-se em 2.449.243 (mais 143,9%, em termos anuais), sendo que, destas entradas, 1.497.047 eram de visitantes com visto individual (mais 135,9%). O número de entradas de visitantes oriundos das nove cidades do Delta do Rio das Pérolas da Grande Baía foi de 1.159.170, mais 110%, em termos anuais. O número de entradas de visitantes de Hong Kong (608.739) e o de Taiwan (59.390) subiram 16,3% e 165%, respectivamente, em termos anuais. A DSEC diz também que o número de entradas de visitantes do interior da China, de Hong Kong e de Taiwan registaram recuperações de 95,7%, 92,5% e 71,9% dos respectivos números de Fevereiro de 2019.

      Houve ainda 176.192 visitantes internacionais, verificando-se uma recuperação de 71,6% em relação a Fevereiro de 2019. O número de entradas de visitantes das Filipinas (39.837) e da Indonésia (12.471) ascenderam 26,2% e 3,2%, respectivamente, face a Fevereiro de 2019, ultrapassando ambos os de Fevereiro de 2019. O número de entradas de visitantes da Malásia (12.265) e o da Tailândia (8.973) registaram recuperações de 91,7% e 92,9% dos respectivos números de Fevereiro de 2019.

      Quanto ao Nordeste Asiático, o número de entradas de visitantes da Coreia do Sul (41.844) e o do Japão (11.442) registaram recuperações de 48,6% e 52,6% dos respectivos números de Fevereiro de 2019. Em relação aos visitantes de longa distância, o número de entradas de visitantes dos Estados Unidos da América (9.903) registou uma recuperação de 70% do número observado em Fevereiro de 2019.