Edição do dia

Domingo, 21 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
25.9 ° C
26.9 °
25.9 °
94 %
5.7kmh
40 %
Dom
25 °
Seg
25 °
Ter
25 °
Qua
25 °
Qui
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaPlano de digitalização das PME disponibiliza 600 vagas e apoios de 18...

      Plano de digitalização das PME disponibiliza 600 vagas e apoios de 18 mil patacas

      Todas as lojas certificadas do território que se dediquem ao comércio a retalho, restauração e outras áreas vão poder candidatar-se a um programa de apoio para que possam tornar as suas operações mais digitais. O programa de apoio do Governo em parceria com a Galaxy e a MGM para este ano está a aceitar 600 vagas e concede apoios de um máximo 18 mil patacas.

       

      A Direcção Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico (DSEDT) encarregou o Centro de Produtividade e Transferência de Tecnologia de Macau (CPTTM) de implementar um novo programa de apoio à digitalização das pequenas e médias empresas (PME) do território. Tendo aumentado de 200 para 600 o número de vagas relativamente ao mesmo programa do ano anterior, em relação ao novo plano de 2024 também foram revistos outros critérios para as lojas locais que se queiram candidatar a estes apoios financeiros e de formação.

      Uma das grandes alterações foi que agora apenas se podem candidatar empresas que sejam detentoras do título de Loja Certificada que é atribuído pelo Conselho dos Consumidores. Foi ainda esclarecido que as empresas que já foram beneficiárias de planos anteriores não poderão candidatar-se ao actual programa de apoio.

      Na conferência de imprensa que teve lugar ontem, foi divulgado que com o novo plano as PME tradicionais vão poder recorrer a novas ferramentas tecnológicas para elevar a eficiência operacional e expandir os seus negócios, sendo-lhes ainda prestado uma oportunidade de formação de funcionários, serviços de diagnóstico e soluções digitais gratuitas. O director da DSEDT, Tai Kin Ip, recordou que o “Plano de serviços de apoio para a digitalização do sistema backup das pequenas e médias empresas” lançado no ano passado foi muito bem recebido, o que é prova da “grande necessidade de actualização digital das PME”.

      Também presente na mesma conferência de imprensa, Victoria Kuan, presidente da direcção do CPTTM, indicou que o actual plano tem como destinatários empresas de Macau que se dedicam ao comércio a retalho, restauração, serviços de subsistência, venda por grosso e indústria transformadora. Na mesma conferência estiveram também presentes a presidente do Conselho de Consumidores (CC), Leong Pek San, assim como Buddy Lam e Irene Wong, representantes, respectivamente, do Galaxy Entertainment Group e da MGM, concessionárias patrocinadoras.

      As candidaturas para o referido plano serão processadas por forma de sorteio, e divididas em duas fases, em Maio e Novembro. Uma vez seleccionadas, as empresas irão numa primeira etapa encaminhar os seus funcionários para um curso de formação sobre a operação digital das empresas, procedendo-se também a um diagnóstico do modelo de operação e avaliação do programa de restruturação da empresa. De seguida, serão providenciadas às empresas os respectivos sistemas, com os custos de construção dos sistemas a serem pagos directamente pelo CPTTM aos fornecedores. Estas soluções de sistemas têm de fazer parte de uma lista de fornecedores reconhecidos que as próprias empresas terão de seleccionar, sendo estes serviços apenas aceites com o valor máximo de 18 mil patacas.