Edição do dia

Domingo, 21 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
24.9 ° C
24.9 °
24.9 °
94 %
5.1kmh
20 %
Sáb
26 °
Dom
26 °
Seg
25 °
Ter
25 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioPolíticaXia Baolong planeia visita a Macau este ano

      Xia Baolong planeia visita a Macau este ano

      O director do Gabinete dos Assuntos de Hong Kong e Macau, Xia Baolong, vai realizar uma visita à RAEM ainda este ano, apesar de não adiantar uma data e itinerário certo. O responsável teve no domingo uma breve reunião com os representantes de Macau da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês. Xia Baolong, citado pelos vogais de Macau, destacou o papel importante de Macau, dado à sua ligação com o mundo internacional.

       

      Após uma visita a Hong Kong de sete dias, Xia Baolong, director do Gabinete dos Assuntos de Hong Kong e Macau junto do Conselho de Estado, tem planos para organizar também uma visita a Macau. O político avançou que “viria em breve a Macau” e “numa altura apropriada”, mas não indicou a data específica.

      A informação foi revelada pelos representantes de Macau da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPC), que estão em Pequim por ocasião das Duas Sessões. A delegação chegou à capital chinesa no domingo e teve assim um encontro nocturno com Xia Baolong no hotel onde estão hospedados. A reunião demorou apenas cerca de vinte minutos.

      De acordo com o vogal Mok Chi Wai, presidente da Federação de Juventude de Macau, citado pelo Jornal Ou Mun, Xia Baolong tomou a iniciativa na reunião de referir que “viria definitivamente” a Macau, apontando que “muitos amigos em Macau lhe tinham perguntado quando é que ele viria a Macau depois da sua recente visita a Hong Kong”.

      “[Xia Baolong] disse que realizou uma visita a Macau no ano passado, e considera que o desenvolvimento de Macau era bastante bom, esperando que todos continuassem a trabalhar arduamente”, adiantou.

      O também director do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Comité Central do PCC mencionou ainda a transformação de Hengqin numa zona aduaneira autónoma como um “acontecimento que traz a felicidade”, congratulando-se com as novas oportunidades de desenvolvimento de Macau. O responsável expressou a esperança de que os vogais de Macau na CCPPC possam desempenhar um papel activo na resolução dos problemas encontrados na fase inicial dessa zona aduaneira autónoma.

      “Xia Baolong salientou por várias vezes que Macau é uma cidade pequena, mas espera que Macau possa dar pleno uso às suas vantagens e papéis únicos e ajude no desenvolvimento de Hengqin”, frisou Mok Chi Wai.

      Por seu turno, Fanny Vong, vogal da CCPPC e presidente do Instituto de Formação Turística de Macau (IFT), referiu que Xia Baolong “transmitiu a preocupação de Xi Jinping e das autoridades chinesas pelos membros de Macau e por Macau”. Segundo a académica, durante a reunião, Xia Baolong enfatizou que, para o Governo Central, Macau é a “menina dos seus olhos”, uma vez que Macau tem relativamente mais ligações internacionais, o que faz de Macau uma cidade única.

      Xia Baolong mostrou-se ainda preocupado sobre a forma como Macau pode desenvolver melhor a sua economia de forma diversificada. Segundo Fanny Vong, o político chinês apelou para Macau integrar melhor as novas oportunidades e não falhar as expectativas de Pequim. “A reunião foi muito encorajadora e todos acreditaram que Hengqin daria a Macau oportunidades de desenvolver a economia”, concluiu Vong.

      Outros delegados de Macau na CCPPC revelaram que Xia Baolong considerou “muito importante” a alteração da lei do jogo em Macau no ano passado. “Será de grande ajuda para Macau no futuro, a indústria do jogo em Macau tornou-se mais ordenada e saudável”, observou Xia Baolong, que manifestou ainda a esperança de que os vogais de Macau façam um bom trabalho na salvaguarda da segurança nacional.

       

      APN começa hoje

       

      A segunda sessão da 14.ª Assembleia Popular Nacional (APN) arranca hoje de manhã e encerra na próxima segunda-feira à tarde, sendo uma sessão de sete dias com a realização de três reuniões plenárias. Segundo as autoridades chinesas, na presente sessão serão discutidos sete temas, incluindo os relatórios sobre o trabalho do Governo, sobre do Comité Permanente da APN, do Supremo Tribunal Popular, da Suprema Procuradoria Popular, o projecto de lei de orçamento, o planeamento sobre a economia e desenvolvimento da sociedade e uma proposta de revisão de lei do órgão da APN.