Edição do dia

Domingo, 21 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
24.9 ° C
24.9 °
24.9 °
94 %
5.1kmh
20 %
Sáb
26 °
Dom
26 °
Seg
25 °
Ter
25 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaWorkshops de movimento e meditação para crianças e adultos este fim-de-semana na...

      Workshops de movimento e meditação para crianças e adultos este fim-de-semana na CPM

      A Casa de Portugal em Macau acaba de anunciar sessões holísticas de actividades para crianças, adolescentes e adultos entre hoje e domingo, 3 Março. Movimento, dança consciente, meditação, relaxamento e jogos em torno de emoções, sentidos e o corpo são algumas das propostas das três monitoras, Fátima Beirão, Ana Júlia e Cândida Rato.

       

      A sede na Rua Pedro Nolasco da Silva e a escola da Casa de Portugal em Macau (CPM) na Avenida Dr. Francisco Vieira Machado são os locais onde três monitoras portuguesas vão orientar workshops direccionados aos mais novos, mas também aos adolescentes e adultos. A iniciativa é da CPM, que quis aproveitar a visita à RAEM de algumas das terapeutas para organizar o programa. Ao PONTO FINAL, a responsável Diana Soeiro explicou que como Fátima Beirão e Cândida Rato se encontram no território, surgiu a vontade de “criar alguma parceria com ambas”, fazendo também sentido juntar a contribuição da monitora Ana Júlia, que reside em Macau e já colaborou com a CPM.

      “Pensámos num programa que pudesse abranger todas as idades, nomeadamente os adolescentes, para quem existe poucos programas deste género”, confessou a responsável, acrescentando que, se as sessões tiverem boa recepção, o objectivo é fazer deste tipo de iniciativa uma oferta regular. “Nós procuramos ter actividades variadas de forma a conseguirmos responder às expectativas de um público com diferentes idades e interesses. No caso deste conjunto de actividades, alinhou-se pelo facto de estarem as três monitoras em Macau ao mesmo tempo e, pela natureza das sessões, fez sentido criar este programa”.

      O programa arranca já mais logo, entre as 19h30 e as 20h30 na sede da CPM no centro da cidade, com a sessão de meditação com Fátima Beirão, que se repete na sexta-feira à mesma hora e é direccionada para maiores de 15 anos e adultos. No texto que apresenta a monitora, refere-se que Fátima Beirão tem vindo a estudar com professores de todo o mundo desde 2009, procurando aprofundar temas que “valorizam o ser humano”. A meditação, e outras ferramentas de descoberta pessoal como a “matriz invisível” ou os “números da teoria da consciência”, inspiraram a orientadora a querer agora partilhar estes conhecimentos, esclareceu ainda o mesmo texto.

      A segunda parte do programa intitula-se ‘Happy Kids’, com a monitora Ana Júlia a orientar duas sessões no sábado à tarde nas oficinas da CPM na Areia Preta. Recorrendo a exercícios de ‘mindfulness’, movimento, meditação e relaxamento, o workshop divide-se por faixas etárias, com a sessão das crianças mais novas, entre os 3 e 7 anos, agendada para começar às 16h, e a das crianças entre 8 e 12 anos, a ter início pelas 17h. A terapeuta, que é mentora de actividades para auto-conhecimento, desenvolvimento pessoal e bem-estar, organiza no mesmo dia, às 18h, uma sessão de “Dança Consciente e Relaxamento” aberta a crianças e adultos entre os 5 e os 70 anos.

      No domingo, as actividades voltam ao centro histórico da cidade, com a monitora Cândida Rato a oferecer três sessões para idades distintas. Da parte da manhã, entre as 10h e as 12h, crianças entre os 5 e 8 anos vão poder participar em “Jogos de Emoções”, que envolvem “brincar, cantar e contar histórias”. Depois, das 14h às 15h30, será altura dos mais novos entre 9 e 12 anos explorarem “as ideias e os sentidos” na sessão de “Conexão e Criatividade”. Por fim, entre as 16h30 e as 18h30, é a vez dos adolescentes entre os 13 e 16 anos participarem num “Círculo de Jovens” onde se explora a mente, corpo e emoções.

      A facilitadora de círculos e grupos na área do desenvolvimento pessoal explicou ao PONTO FINAL que nem todos temos conhecimento sobre as emoções, nem a capacidade para entender o que se está a passar num dado momento. O seu trabalho com adultos ajuda-os a reconhecer emoções e suas origens, compreender o que estas podem provocar na saúde, quando, por exemplo, não se expressam ou na família ou trabalho quando são reprimidas. Cândida Rato diz que emoções como a raiva ou a tristeza têm funções sociais importantes. “Partilhar algo que nos magoa pode aproximar-nos de forma saudável uns aos outros e com mais clareza”, destaca. Nesse sentido, relativamente aos mais novos, quando estes aprendem sobre emoções, “podem crescer com mais ferramentas e ainda ter mais a partilhar com família e amigos”, explicou. Quanto ao formato de círculo, estar em grupo com outras pessoas, defende a terapeuta, é “um espaço seguro” e de partilha, onde “cada um se vê, escuta e acrescentamos pedacinhos a um tema comum a todos”.

      Todas as sessões de sábado e domingo custam entre 100 patacas para sócios e 200 patacas para não-sócios da CPM, acrescentou a organização, com as reservas a poderem ser feitas através do email ou pelo número 28726828.