Edição do dia

Domingo, 21 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
24.9 ° C
24.9 °
24.9 °
94 %
5.1kmh
20 %
Sáb
26 °
Dom
26 °
Seg
25 °
Ter
25 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaVolume de negócios de doces chineses no ano passado subiu 337,7%

      Volume de negócios de doces chineses no ano passado subiu 337,7%

      Em 2023, o volume de negócios dos estabelecimentos do comércio a retalho cifrou-se em 86,25 mil milhões de patacas, graças à recuperação do mercado retalhista de Macau, comentaram os Serviços de Estatística e Censos (DSEC). Comparando com 2022, o volume de negócios do sector aumentou 49,5%, e 11,7% em comparação com 2019. A subida mais significativa foi a venda de alimentos/doces chineses, de 337,7% face a 2022. Também se registaram aumentos nos volumes de negócios de relógios e joalharia (79,5%), de artigos de couro (74,2%), de mercadorias de armazéns (68,9%) e quinquilharias e de vestuário para adultos (61,6%). A única descida foi de vendas de artigos de comunicação, com o volume de negócios a diminuir 18,6%, informou ainda a DSEC.

      Analisando por trimestre, no quarto trimestre de 2023 o volume de negócios situou-se em 20,55 mil milhões de patacas, tendo crescido 38,9% em termos anuais e diminuído 1% em comparação com o quarto trimestre de 2019.

      O comunicado da DSEC destacou ainda que no quarto trimestre de 2023 o volume de negócios dos estabelecimentos do comércio a retalho ascendeu a 20,21 mil milhões de patacas, num aumento de 1,7% em relação ao montante revisto do volume de negócios do terceiro trimestre do mesmo ano.

      É de notar que o volume de negócios de artigos de comunicação aumentou notavelmente em termos trimestrais, em 60,6%, devido ao lançamento de telemóveis com novos modelos, esclareceu a DSEC. No mesmo trimestre os volumes de negócios de vestuário para adultos e de automóveis cresceram 16,6% e 11,1%, respectivamente. Todavia, os volumes de negócios de alimentos/doces chineses e de combustíveis para veículos a motor decresceram 10,9% e 7,6%, respectivamente.

       

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau