Edição do dia

Domingo, 21 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
24.9 ° C
24.9 °
24.9 °
94 %
5.1kmh
20 %
Sáb
26 °
Dom
26 °
Seg
25 °
Ter
25 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadePS queixa-se de mensagem alegadamente posta a circular pela ATFPM que instrui...

      PS queixa-se de mensagem alegadamente posta a circular pela ATFPM que instrui eleitores a votarem na AD

      A secção de Macau do Partido Socialista (PS) alertou ontem para uma mensagem que tem circulado, alegadamente enviada pela Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau (ATFPM), que pede aos eleitores da região que votem na Aliança Democrática (AD) nas eleições legislativas que se vão realizar em Portugal a 10 de Março. Ao PONTO FINAL, José Pereira Coutinho, presidente da ATFPM, garantiu desconhecer a situação.

       

      A secção de Macau do Partido Socialista (PS) queixou-se de uma mensagem que está a circular e que pede aos eleitores da região que votem na Aliança Democrática (AD) nas eleições legislativas que vão decorrer em Portugal a 10 de Março. Alegadamente, esta mensagem terá sido enviada pela Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau (ATFPM), mas, ao PONTO FINAL, José Pereira Coutinho, presidente da associação, disse desconhecer esta mensagem e assegurou que vai investigar a situação.

      A mensagem começa por alertar os eleitores portugueses de Macau e Hong Kong que irão receber em breve o boletim de voto pelo correio e que é necessário enviar o voto para Portugal o mais rapidamente possível. Depois, a mensagem diz que os eleitores devem “assinalar com uma cruz no boletim de voto o 5.º quadrado ‘ALIANÇA DEMOCRÁTICA'”. Recorde-se que AD é a força política composta pelo Partido Social Democrata (PPD/PSD), pelo CDS – Partido Popular (CDS–PP) e pelo Partido Popular Monárquico (PPM).

      A mensagem, que dá também informações sobre como enviar de volta o boletim já preenchido para o Ministério da Administração Interna de Portugal, não está assinada, porém, no fim, lê-se que, para mais informações, os leitores devem contactar os números de telefone 28595512 ou 28570004. Ora, estes são os números de contacto da ATFPM.

      Em comunicado, a secção de Macau do PS assinala que “a ATFPM, como associação sem cariz político constituída à luz do direito da RAEM, tem a obrigação de respeitar a lei e o dever de não se imiscuir em actos eleitorais de países estrangeiros, seguindo o princípio da não-ingerência em assuntos internos dos Estados escrupulosamente seguido e defendido pela República Popular da China”.

      Por outro lado, os socialistas lembram que, no passado, já tinham sido manifestada preocupação relativamente aos “métodos utilizados por esta associação em períodos eleitorais e não pode, dada a gravidade da situação, ficar indiferente a acontecimentos que diminuem a transparência do processo eleitoral, podem condicionar o exercício do voto pelos cidadãos em liberdade e consciência e descredibilizam os resultados eleitorais”.

      Em conclusão, o PS sublinha que o partido “promove, em quaisquer circunstâncias, a participação cívica dos cidadãos, seja através do voto popular, seja através das mais variadas formas de intervenção cívica”. “Contudo, essa participação deve ser promovida na base do respeito incondicional pela liberdade individual do cidadão, assim como pelos princípios democráticos que oferecem legitimidade à representatividade conferida pelo voto”, concluiu o partido.