Edição do dia

Sábado, 20 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
trovoada com chuva
26.9 ° C
26.9 °
24.9 °
89 %
2.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
27 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaMercado de produtos lusófonos no Albergue todos os fins de semana a...

      Mercado de produtos lusófonos no Albergue todos os fins de semana a partir de Março

      Este sábado e domingo, o pátio do Albergue volta a acolher mais um mercado de artesões e representantes de marcas de vinho e outros produtos macaenses e de países de língua portuguesa. A iniciativa vai passar a acontecer todos os fins de semana a partir do próximo mês.

       

      O 4.º Mercado Lusófono do Albergue decorre este fim de semana no espaço exterior do Albergue da Santa Casa de Misericórdia (SCM), em São Lázaro. Nos dias 17 e 18, entre as 12h e as 20h, 18 bancas vão estar no local para dar a conhecer alguns produtos típicos da comunidade macaense, de Portugal e de outros países lusófonos. Vinhos, bebidas, latas de conserva, nozes, café, mas também muito artesanato e perfumes vão marcar presença no evento.

      Heiman Sou, da empresa Sardinia Macau, adiantou ao nosso jornal que o certame organizado pelo Círculo dos Amigos da Cultura de Macau, o Albergue SCM e o Portuguese Restaurants & Retail Concept é para continuar, e vai passar a acontecer todos os fins de semana a partir do próximo mês. A ideia, explicou, é que a iniciativa, que antes era organizada trimestralmente sempre que possível, passe a acontecer todos os fins-de-semana e assim se torne num “evento regular em Macau”, que permite que os turistas possam ser expostos a “uma experiência cultural única de lusofonia que não se encontra em mais lado nenhum”. Para já, a edição dos dias 17 e 18 vai ser feita em conjugação com a época festiva do Ano Novo Chinês, com decoração alusiva ao tema pronta para acolher os visitantes que escolhem Macau como destino de férias, acrescentou Heiman Sou.

      O Mercado Lusófono de Albergue, explicou o responsável, serve de plataforma para os fornecedores dos países e regiões de Língua Portuguesa, e também ONGs e indivíduos promoverem os seus produtos ou serviços junto dos consumidores. “Desta vez temos vinhos de Portugal, sumos do Brasil, café de Timor-Leste, ervas aromáticas de Moçambique e, claro, iguarias macaenses e muito mais”, divulgou Heiman Sou. Quanto a estas bancas de iguarias macaenses, o responsável pouco pôde revelar, adiantando apenas que estão em “bom número” e vão vender petiscos e sobremesas macaenses, “enquanto outros vendem artesanato como joias e acessórios feitos à mão”. Nas edições passadas foram também comercializados itens de azulejo e objectos de cerâmica recordou o promotor da iniciativa e director da Sardinia.

      Fundada em Agosto de 2016, a Sardinia Macau Limited concentra-se em trazer novos produtos de Portugal e dos EUA que não estavam disponíveis em Macau, Hong Kong e China Continental. Nestes locais foram desenvolvidas novas tecnologias para produtos tradicionais. Como exemplo, a empresa referiu-se à marca de conservas em lata “A Banca da Sardinha”, que se especializou na produção de sardinhas enlatadas com sabores invulgares em caril e azeite. Os produtos da Sardinia Macau Limited podem ser encontrados no Cunha Bazaar, Torre de Macau, Supermercados Vang Kei, Inda Quality Food, China Products Company, bluBasket e nos restaurantes do Future Bright Group, indicou ainda a página electrónica da empresa.