Edição do dia

Quarta-feira, 28 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
15.9 ° C
18.9 °
15.9 °
77 %
2.1kmh
40 %
Qua
20 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
15 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Observados 58 colhereiros a repousar nas Zonas Ecológicas do Cotai

      Observados 58 colhereiros a repousar nas Zonas Ecológicas do Cotai

      O número de colhereiros que repousa nas Zonas Ecológicas do Cotai, entre Outubro do ano passado e este momento, é de 58, sendo que 52 são colhereiros-de-cara-preta e seis são colhereiros-europeus. A informação foi dada ontem pela Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental (DSPA), que indicou também que “os cidadãos podem contemplar a beleza destas aves inscrevendo-se nas actividades mensais da DSPA realizadas nas Zonas Ecológicas do Cotai”. As inscrições para estas actividades abrem hoje. A actividade do “Dia Aberto ao Público” de Fevereiro terá lugar nos dias 3 e 24 (às 10 horas e às 15 horas) e tem o número total de 120 vagas. A visita, orientada por guias, terá a duração de duas horas. Durante o passeio, os participantes poderão entrar na Zona Ecológica I – condicionalmente aberta ao público – e na Zona Ecológica II – que é de gestão aberta – para apreciar as plantas e observar as aves. Durante a época das aves migratórias, até Abril, é realizado mensalmente o passeio de “observação de pássaros nas zonas húmidas”.

      Em Fevereiro, o passeio realizar-se-á no dia 3 (às 9h30 e às 14h30) e tem o número total de 50 vagas. Durante a visita de duas horas e meia, os participantes são orientados por instrutor para passearem na rota e entrarem nos postos de observação de pássaros, podendo comtemplar os pássaros através de telescópios fornecidos pela DSPA e ouvir a explicação profissional. No dia 24 de Fevereiro (às 10 horas e às 15 horas) será organizado o Workshop “Actividade educativa sobre a Natureza”, destinado às crianças e aos seus pais, existindo 10 vagas (um par de uma criança acompanhada de um adulto é considerado como uma vaga) para cada sessão. Durante a actividade de duas horas e meia, o instrutor vai transmitir conhecimentos relativos à ecologia e orientar as crianças para fazerem a estampagem de plantas aí recolhidas em sacos de pano, com vista a preservar a textura, cor e forma das plantas, permitindo às crianças sentir a beleza da natureza.

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau