Edição do dia

Domingo, 25 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
14.9 ° C
15.9 °
14.9 °
72 %
5.1kmh
20 %
Dom
17 °
Seg
19 °
Ter
20 °
Qua
20 °
Qui
22 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Mais de 53 mil opiniões recebidas pelo Centro de Informações ao Público

      Mais de 53 mil opiniões recebidas pelo Centro de Informações ao Público

      O Centro de Informações ao Público dos Serviços de Administração e Função Pública (SAFP), que serve para a população apresentar as suas críticas ou questões ao Governo, recebeu no ano passado mais de 53 mil opiniões. Segundo os SAFP, cerca de 85% destes contactos tiveram resposta ou tratamento imediato.

       

      No ano passado, até 30 de Novembro, o Centro de Informações ao Público dos Serviços de Administração e Função Pública (SAFP) recebeu mais de 53 mil opiniões da população em relação ao Governo, indicaram as autoridades em resposta a uma interpelação do deputado Leong Sun Iok. Os SAFP indicaram ainda que cerca de 85% dos casos tiveram resposta ou tratamento imediato.

      Este Centro de Informações ao Público é responsável pela recepção e análise das opiniões dos cidadãos em relação ao Governo, bem como ao encaminhamento de casos para os serviços competentes para efeitos de acompanhamento. A Conta Única também dispõe da função de apresentação de opiniões online, a fim de proporcionar a exposição de opiniões e sugestões dos cidadãos em relação ao Governo ou aos serviços governamentais.

      Os SAFP dizem também que mais de 2.900 casos foram analisados, processados e posteriormente encaminhados para os respectivos serviços, sendo que os temas principais foram os serviços governamentais e o seu funcionamento, higiene pública, infra-estruturas sociais, transportes, protecção ambiental e utilização de espaços públicos.

      A interpelação do deputado ligado à Federação das Associações dos Operários de Macau (FAOM) tinha como tema principal a governação electrónica e os procedimentos de cooperação interserviços de forma a dar resposta aos pedidos de apoio dos residentes.

      “Perante os pedidos de apoio de alguns residentes, é frequente verificarem-se situações de empurrar as responsabilidades de uns para os outros – entre os serviços públicos”, afirmou Leong Sun Iok, acrescentando que os cidadãos nem sempre encontram os serviços públicos responsáveis pelas suas questões.

      Na opinião do deputado, “é inevitável que a população não fique com uma boa impressão dos serviços”. Assim, Leong sugeriu ao Governo que pondere a optimização dos serviços de balcão único da seguinte forma: “desde que o cidadão se desloque pessoalmente a um centro de prestação de serviços para apresentar verbalmente a sua situação, o pessoal do centro deve, conforme a situação concreta do caso, encaminhar, através da governação electrónica, o respectivo caso ao serviço competente para acompanhamento e tratamento, para reduzir o número de deslocações dos residentes”. “Há que tomar a iniciativa de apoiar os residentes na resolução dos seus problemas, por forma a concretizar os princípios da ‘simplificação’ e da ‘conveniência'”, sublinhou.

      Já este ano foi lançada a Plataforma para Associações e Empresas, lembraram os SAFP. Esta nova plataforma do Governo disponibiliza um total de 78 serviços envolvendo 27 serviços públicos através de quatro secções específicas: “Espaço exclusivo para associações”, “Renovação da licença”, “One-Stop” e “Um Assunto”, para facilitar o requerimento dos serviços governamentais integrados por parte das empresas e associações.