Edição do dia

Quarta-feira, 28 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
15.9 ° C
18.9 °
15.9 °
77 %
2.1kmh
40 %
Qua
20 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
15 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Cultura Flores de todas as cores: galeria Artelli expõe telas tridimensionais de Zhuang...

      Flores de todas as cores: galeria Artelli expõe telas tridimensionais de Zhuang Hong-Yi

      Durante todo o mês de Fevereiro, as obras caleidoscópicas do artista chinês Zhuang Hong-Yi vão encher a galeria Artelli de cores vibrantes e texturas tridimensionais. O artista é conhecido mundialmente pelos seus “canteiros de flores”, pinturas-esculturas em que centenas de pétalas de papel de arroz foram meticulosamente coloridas para poderem mudar de cor consoante o ângulo em que são comtempladas.

       

      Com um pé na China e outro na Holanda, o artista Zhuang Hong-Yi tem vindo a estabelecer-se no mundo da arte contemporânea através da sua paixão pelo universo floral, e pela exploração de técnicas de manipulação do papel de arroz e pinturas que criam ilusões de óptica. As suas “flower beds” – canteiros de flores – já percorreram galerias e museus por todo o mundo, sendo até oferecidas por encomenda a artistas como a cantora de hip hop Cardi B. É, portanto, natural a parceria com galeria Artelli, espaço no City of Dreams que alia arte a objectos de consumo, moda e de ‘lifestyle’. Intitulada “Shades of Blossoms”, a primeira exposição a solo do artista chinês em Macau vai estar entre os dias 2 e 29 de Fevereiro na Artelli, trazendo ao local a típica profusão de cores e presença de flores que costuma assinalar as celebrações do ano novo chinês.

      Nascido em 1962 em Sichuan, estudou na Faculdade de Belas Artes da sua cidade natal. Nos anos 90, Zhuang prosseguiu os estudos nos Países Baixos, local onde procedeu a uma incorporação das técnicas tradicionais chinesas com uma perspectiva moderna e mais ocidental. A sua biografia refere que um momento marcante que despoletou a sua exploração pela “iridescência floral” foi quando viu pela primeira vez os campos de tulipas das pitorescas paisagens holandesas. De momento, o artista vive entre o seu estúdio na China e a sua residência na Suíça. As criações de Zhuang foram apresentadas em mais de 140 exposições individuais e participaram em mais de 60 grandes feiras de arte em 18 regiões de todo o mundo, conquistando a admiração de coleccionadores de arte internacionais, acrescentou a galeria Artelli.

      Na sua biografia, o artista esclareceu ainda que pretende que as pessoas sintam alegria ao se reconectarem com a calma da natureza, e é por isso que a flor é um elemento tão dominante das suas pinturas. “Em todo o mundo, as flores representam paz, felicidade e prosperidade. Podemos não falar a mesma língua, mas todos sabemos ler a mensagem das flores”, acrescentou.

      Sobre a mostra, os organizadores dizem invocar “uma linguagem visual de esperança e novos começos”, provocando sentimentos de “felicidade, realização e rejuvenescimento”. A paleta de cores a que o artista recorre é “harmoniosa e emotiva”, o que faz da sua arte uma experiência surpreendente. A mostra “Shades of Blossoms” explora o renascimento da Primavera através do desabrochar das flores, acrescentou a galeria. Referindo-se em particular aos “famosos e altamente coleccionáveis canteiros de flores que mudam de cor”, a Artelli destaca estas peças como marca distintiva do artista. “De longe, as suas obras assemelham-se a um canteiro de flores graciosamente arranjado. Quando olhadas mais de perto, revelam uma tapeçaria harmoniosa de texturas de pétalas perfeitamente misturadas. Este efeito de gradiente encantador atrai o público para uma viagem visual dinâmica, semelhante a um caleidoscópio floral”.

       

       

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau