Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
18.9 ° C
18.9 °
17.9 °
77 %
3.1kmh
40 %
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
16 °
Dom
20 °
Seg
22 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Política Chefe insta sectores a estudarem orientações de Pequim sobre acesso ao mercado...

      Chefe insta sectores a estudarem orientações de Pequim sobre acesso ao mercado de Hengqin

      No discurso proferido na primeira reunião plenária deste ano do Conselho para o Desenvolvimento Económico, o Chefe do Executivo chamou a atenção para as “Opiniões sobre medidas especiais para reduzir as restrições de acesso ao mercado da Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin”, divulgadas recentemente pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma e pelo Ministério do Comércio. “Dado que estas opiniões estão relacionadas com o desenvolvimento a longo prazo de Macau em vários domínios, é indispensável que o Governo da RAEM e todos os sectores sociais as estudem seriamente e compreendam em profundidade”, afirmou Ho Iat Seng.

      “O Governo da RAEM está a tomar a iniciativa de esclarecer as políticas e de realizar debates específicos de acordo com as características das indústrias dos diversos sectores, reunindo amplamente as opiniões e sugestões, no sentido de ajudá-los a aproveitar esta nova e importante oportunidade de desenvolvimento e a contribuir para a obtenção de novos progressos, substanciais, no desenvolvimento da diversificação adequada da economia de Macau”, esclareceu o líder do Governo na ocasião.

      Estas opiniões de Pequim contemplam “uma série de políticas abertas e inovadoras assentes no desenvolvimento integrado entre Macau e Hengqin” e que “são particularmente importantes para a promoção do desenvolvimento da diversificação adequada da economia de Macau”, explicou Ho.

      No discurso, o Chefe descreveu o ano passado como “um ano crucial para o desenvolvimento económico de Macau, e também um ano frutuoso”. “Aproveitámos, em conjugação de esforços e de forma activa e empenhada, as oportunidades proporcionadas pela recuperação pós-epidemia. A economia recuperou a dinâmica de crescimento e os principais indicadores económicos mantiveram-se estáveis e positivos. O número de turistas que visitam Macau tem vindo a aumentar significativamente, o trabalho de promoção da diversificação adequada da economia progride de forma ordenada, e a confiança em Macau de todos os sectores sociais cresce”, afirmou.

       

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau