Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
16.9 ° C
16.9 °
16.9 °
82 %
3.1kmh
40 %
Qua
18 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
16 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Grande China Filial eléctrica do grupo Evergrande anuncia detenção de director executivo

      Filial eléctrica do grupo Evergrande anuncia detenção de director executivo

      A filial de veículos eléctricos da construtura chinesa Evergrande anunciou ontem a detenção do director executivo Liu Yongzhuo pela polícia, pouco depois de ter suspendido a negociação das suas acções em bolsa.

       

      Num comunicado à Bolsa de Valores de Hong Kong, a Evergrande NEV anunciou que o director executivo Liu Yongzhuo foi “colocado em detenção de acordo com a lei porque é suspeito de ter cometido crimes”, sem revelar mais detalhes.

      A Evergrande NEV, que enfrenta uma grave crise de liquidez, tinha suspendido a negociação das suas acções durante a manhã. Após a retoma, no início da tarde, as acções da empresa caíram mais de 13%.

      As acções da Evergrande NEV caíram quase 8% desde o início do ano, depois de ter passado o prazo para fechar a venda acordada de 27,5% das suas ações à NWTN dos Emirados Árabes Unidos, por cerca de 500 milhões de dólares.

      Uma das condições impostas pela NWTN era que a Evergrande chegasse finalmente a um acordo para reestruturar a sua dívida, algo que ainda não aconteceu. A empresa vai ter nova audiência em Hong Kong no dia 29 deste mês, depois de ter conseguido um inesperado sétimo adiamento em Dezembro.

      No comunicado emitido a 1 de Janeiro, a filial de veículos eléctricos informou que vai continuar a negociar com a NWTN a possibilidade de retomar o referido acordo.

      Depois de terem estado congeladas durante mais de um ano, as acções da Evergrande NEV voltaram a ser negociadas em Hong Kong no final de julho do ano passado, e desde então perderam 65,42% do seu valor. As acções estavam atualmente a ser negociadas a 0,42 dólares de Hong Kong, muito longe do pico de 69 dólares de Hong Kong que atingiu em 2021.

      A empresa, que até 2020 estava focada em serviços de saúde antes da aposta em carros eléctricos, acumulou um valor de mercado de 86 mil milhões de dólares norte-americanos e o fundador do grupo, Xu Jiayin, disse em 2021 que o seu plano era reorientar a Evergrande para se concentrar neste setor na próxima década.

      A Evergrande NEV divulgou uma perda combinada de quase 84 mil milhões de yuans entre 2021 e 2022, e no primeiro semestre de 2023 reduziu o seu resultado negativo para cerca de 7 mil milhões de yuans.

      O colapso do grupo Evergrande, uma das maiores construtoras da China, marcou o início da crise no setor imobiliário do país. O passivo da empresa ascende a 328 mil milhões de dólares.

      No final de Setembro, a imprensa noticiou que o presidente da Evergrande, o bilionário Xu Jiayin, se encontrava em prisão domiciliária. O grupo admitiu, entretanto, que Xu estava “sujeito a medidas coercivas devido a suspeitas de crime ou delito em violação da lei”, sem avançar mais detalhes sobre a natureza das alegadas infracções. Lusa

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau