Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
15.9 °
13.9 °
72 %
5.7kmh
40 %
Dom
16 °
Seg
19 °
Ter
20 °
Qua
20 °
Qui
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Política Governo dá 30 milhões de patacas para apoiar operações de salvamento em...

      Governo dá 30 milhões de patacas para apoiar operações de salvamento em Gansu e Qinghai

      Após o sismo que provocou um total de 148 vítimas mortais nas províncias de Gansu e de Qinghai, o Governo da RAEM anunciou a doação de 30 milhões de patacas para apoiar as zonas atingidas nas operações de salvamento. Numa carta enviada aos dirigentes de Gansu, Ho Iat Seng manifestou consternação e solidariedade.

       

      No passado dia 18 de Dezembro, um terramoto de magnitude 6,2 atingiu as províncias de Gansu e de Qinghai, provocando um total de 148 vítimas mortais. O Governo de Macau manifestou solidariedade e anunciou a doação de 30 milhões de patacas para as operações de socorro.

      “O Governo da Região Administrativa Especial de Macau decidiu atribuir 30 milhões de patacas para apoiar as zonas atingidas pelo sismo nas províncias de Gansu e de Qinghai”, lê-se num comunicado divulgado no passado sábado, que acrescenta que “o Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, frisou que o Governo da RAEM vai envidar todos os esforços para apoiar as operações de salvamento e espera que a vida da população nas zonas atingidas regresse à normalidade o mais breve possível”.

      Além disso, o Chefe do Executivo disse estar “muito atento à situação”, tendo manifestando também a sua “solidariedade para com as vítimas do sismo e a população afectada”. “Quando um lugar sofre, a ajuda vem de todos os lados”, frisou Ho Iat Seng, citado no comunicado.

      Actualmente, personalidades de todos os sectores da sociedade, instituições, empresas e associações estão a alocar, através do Gabinete de Ligação do Governo Central na RAEM, a doação de dinheiro e de materiais de salvamento para garantir o reforço necessário nas operações de socorro e de resgate.

      O Governo da RAEM diz estar “convicto de que, sob a liderança do Comité Provincial e do Governo Provincial de Gansu e de Qinghai, e a união e esforços conjuntos dos governantes e da população das regiões afectadas, as consequências e as dificuldades desta tragédia irão ser ultrapassadas, assim como as condições de vida da população serão recuperadas”.

      Ho Iat Seng endereçou também uma mensagem a Ren Zhenhe, governador da província de Gansu, e também a Hu Changsheng, secretário do Comité Provincial de Gansu do Partido Comunista da China (PCC), expressando a sua solidariedade e consternação: “Foi com consternação que tive conhecimento do sismo de 6,2 graus na escala de Richter, ocorrido no distrito de Jishishan da Prefeitura Autónoma de Linxia Hui da província de Gansu, que causou um número elevado de feridos e danos materiais. Manifesto, em nome dos residentes da Região Administrativa Especial de Macau, solidariedade para com as vítimas do sismo e o povo da região afectada”.

      “O Governo da RAEM está disponível em envidar todos os esforços para apoiar nas operações de salvamento assim como nos trabalhos de reconstrução na região afectada”, indica a mensagem enviada por Ho aos responsáveis das províncias afectadas, reiterando os votos de sucesso nos trabalhos de salvamento.

       

       

      Concessionárias doam 60 milhões de patacas às vítimas do terramoto de Gansu

       

      A concessionária de jogo Wynn Macau anunciou a doação de 10 milhões de patacas às áreas afectadas pelo terramoto de Gansu, numa ajuda do sector que totaliza já 60 milhões. “Pretendemos fazer o nosso melhor para ajudar as áreas afectadas através de doações e assistência aos trabalhos de socorro”, disse, em comunicado, a presidente da Wynn Macau, Linda Chen. Também a MGM China anunciou um donativo de 10 milhões de patacas através do qual a responsável da empresa Pansy Ho espera “ajudar as necessidades urgentes da área atingida”, segundo notou em comunicado. A Sands China, que à semelhança das outras concessionárias vai enviar 10 milhões de patacas para Gansu, quer ajudar a “acelerar a recuperação e a reconstrução das comunidades afectadas, trazendo conforto e apoio” aos “compatriotas durante este período difícil”, referiu numa nota o presidente da concessionária, Wilfred Wong. Também a Melco, a SJM Holdings e o Galaxy Entertainment Group declararam doações no mesmo valor. A Cruz Vermelha de Macau anunciou na terça-feira o envio de 200 mil patacas à congénere da província de Gansu.