Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
14.9 °
14.9 °
77 %
8.8kmh
40 %
Qui
15 °
Sex
16 °
Sáb
14 °
Dom
20 °
Seg
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Autoridades aeroespaciais da China querem mais participação de Macau nos projectos futuros

      Autoridades aeroespaciais da China querem mais participação de Macau nos projectos futuros

       

      A delegação de Engenharia Aeroespacial Tripulada da China concluiu ontem a visita de três dias a Macau. O Chefe do Executivo, Ho Iat Seng aplaudiu “o apoio do Governo Central” à educação científica e tecnológica de Macau. Já o chefe da delegação, Lin Xiqiang, disse esperar que a visita aumente o interesse dos jovens de Macau pela ciência, tendo a expectativa de que mais cientistas da RAEM participem no desenvolvimento e na construção de naves espaciais tripuladas.

       

      O Chefe da delegação de Engenharia Aeroespacial Tripulada da China, Lin Xiqiang, fez um bom balanço da visita ao território e manifestou ontem a esperança de que a visita possa deixar o público de Macau a ter uma melhor compreensão do projecto espacial tripulado da China e de que, no futuro, mais elementos de Macau sejam incluídos nos projectos nacionais.

      O também subdirector do Gabinete de Engenharia Aeroespacial Tripulada da China espera ainda que, através desta visita da comitiva, os jovens locais tenham um maior interesse pela exploração do conhecimento científico e da engenharia espacial.

      Lin Xiqiang frisou que, apesar de a estadia da delegação em Macau ter sido relativamente curta, ficou “impressionado” com “o entusiasmo de residentes de Macau pelos trabalhos espaciais, a curiosidade dos jovens pela vida dos astronautas, bem como a beleza e prosperidade de Macau”.

      A delegação concluiu ontem uma visita de três dias, durante o período assistiu a uma cerimónia de boas-vindas realizada pelo Governo da RAEM, uma conferência sobre as missões espaciais tripuladas da China, que contou 400 participantes de representantes do sector educativo e do sector da ciência e da tecnologia e alunos dos ensinos secundário e superior, e uma visita ao Centro de Ciência de Macau. Recorde-se que na cerimónia de boas-vindas da sexta-feira, Lin Xiqiang enfatizou igualmente o desejo de haver mais participação de Macau nos projectos aeroespaciais do Continente.

      “Nos trabalhos ulteriores, o Gabinete de Engenharia Aeroespacial Tripulada da China está disposto a apoiar, de forma activa, os institutos de investigação científica e os cientistas da RAEM a participarem mais no desenvolvimento e na construção de naves espaciais tripuladas, em particular testemunhar o momento histórico em que os especialistas em carga útil de Macau executarão as missões aeroespaciais tripuladas da China”, assinalou.

      O responsável, ao discursar na ocasião, sublinhou que a indústria aeroespacial tripulada da China alcançou “grandes resultados distintos” nas últimas três décadas, o que elevou consideravelmente o estatuto internacional da China e “reforçar o orgulho e a confiança da nação chinesa”. Segundo o cientista, a Estação Espacial da China entrou numa nova fase de aplicação e desenvolvimento, e iniciou plenamente a missão de aterragem tripulada na Lua e será concretizado o envio de chineses à Lua até 2030.

       

      HO IAT SENG QUER FORMAR TALENTOS DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA

       

      Na mesma ocasião, Ho Iat Seng agradeceu ao Gabinete de Engenharia Aeroespacial Tripulada da China pela visita da delegação a Macau, salientando que esta visita marcou a quarta vez que “os jovens estudantes de Macau têm a oportunidade de ver os heróis aeroespaciais da nação”, após a visita das delegações das missões espaciais “Shenzhou-6”, “Shenzhou-7”, “Tiangong-1” e “Shenzhou-9” a Macau.

      “Isso reflecte a importância e o apoio do Governo Central dados à educação científica e tecnológica e aos jovens estudantes de Macau, o que traduz um significado importante”, disse. O Chefe do Executivo garantiu que o Governo contribuirá, activamente, para a formação de quadros qualificados no domínio científico e tecnológico, assentes no sentimento patriótico para o país e a RAEM, através da cooperação entre as instituições de ensino superior de Macau, vários laboratórios de referência do estado e o Centro de Ciência.

      Ho Iat Seng deixou ainda elogios aos progressos feitos pela China na engenharia aeroespacial tripulada, cuja “a inovação e o desenvolvimento da indústria aeroespacial nacional atingiram os níveis mais elevados do mundo”.

      Recorde-se que a presente Delegação de Engenharia Aeroespacial Tripulada da China integra os astronautas, Liu Boming, da nave espacial tripulada Shenzhou-12, que também participou na construção da Estação Espacial da China, Wang Yaping, da nave espacial tripulada Shenzhou-13, Chen Dong, comandante da tripulação da nave espacial tripulada Shenzhou-14, e Zhang Lu, da nave espacial tripulada Shenzhou-15, e especialistas em áreas relacionadas com sistemas de engenharia aeroespacial tripulada.