Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
15.9 °
13.9 °
72 %
5.7kmh
40 %
Dom
16 °
Seg
19 °
Ter
20 °
Qua
20 °
Qui
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Residência para Idosos recebeu 300 candidaturas no primeiro dia de lançamento ...

      Residência para Idosos recebeu 300 candidaturas no primeiro dia de lançamento  

      O Instituto de Acção Social (IAS) diz que a Residência para Idosos “teve uma participação bastante positiva” e a reacção do público tem sido “ideal”. O organismo revelou que o projecto atraiu mais de mil participações no pedido de informação e na apresentação de candidaturas, tendo sido concluídas 300 candidaturas no primeiro dia do seu lançamento. Segundo o IAS, das 221 candidaturas online, 125 são candidaturas de duas pessoas.

       

      Foram apresentadas 300 candidaturas ao arrendamento dos apartamentos da Residência para Idosos nesta segunda-feira, primeiro dia do arranque do projecto. O Instituto de Acção Social (IAS) adiantou que, entre as candidaturas, 221 foram feitas online e 79 foram presenciais.

      O organismo considera ser uma “participação bastante positiva”. Segundo o chefe do Departamento de Solidariedade Social do IAS, Choi Sio Un, a situação de apresentação de candidaturas tem sido “entusiástica” e “ideal”, sendo que os candidatos reflectem que o processo de candidatura “é conveniente”. Em declarações à Rádio Macau em língua chinesa, Choi Sio Um revelou ainda que dos 221 pedidos online, 96 são candidaturas de uma pessoa e 125 são candidaturas de duas pessoas.

      O IAS estabeleceu 77 postos de serviços, incluindo 15 unidades de serviço indicadas como da sede do organismo e os centros de acção social, e 62 postos nas associações de serviços comunitários, para que possam prestar apoio aos cidadãos interessados ao projecto.

      Até às 18h da segunda-feira, registou-se um total de mais de mil consultas de informação e candidaturas, e mais de 240 visitantes realizaram visitas na zona de exposição dos apartamentos da Residência do Governo para idosos, que se situa no 3.º andar do Edifício Mong Tak situado na Rua de Francisco Xavier Pereira.

      “O IAS encoraja os seniores a apresentar os seus pedidos através do Sistema Electrónico de Candidatura à Residência do Governo para Idosos. Os familiares ou amigos podem prestar apoio aos seniores necessitados na realização das formalidades de pedido”, referiram as autoridades, relembrando ainda os seniores para lerem as observações sobre a apresentação da candidatura antes de proceder às respectivas formalidades.

      A Residência para Idosos está localizada na Avenida do Nordeste, e a taxa de utilização dos apartamentos varia entre 5.410 e 6.680 patacas por mês por fracção, sendo que a área útil de cada a apartamento residencial é de 33,17 metros quadrados, ou seja, 357 pés quadrados.

      O projecto disponibiliza um total de 1.815 fracções, sendo que o Governo concede uma redução de 20% ao valor dos primeiros 759 apartamentos, fazendo com que o valor mensal mais baixo da taxa de utilização seja de 4.328 patacas.

      Recorde-se que várias associações e deputados pediram para se baixar a taxa de utilização, de forma a ter em conta a capacidade financeira dos idosos. O IAS reiterou, entretanto, que o projecto tem como objectivo dar prioridade aos idosos que moram ou são proprietários das casas nos edifícios antigos.

      “O projecto-piloto da Residência para Idosos está a transformar o serviço em modelo inclusivo para uma abordagem orientada para o mercado da indústria geriátrica. O valor actual já é inferior ao preço de mercado, acredito que há muitos idosos interessados”, afirmou Hon Wai, presidente do IAS, afastando a possibilidade de ajuste do preço do arrendamento.

      Hon Wai mostrou-se ainda confiante em relação às 759 unidades lançadas na primeira fase, cujas candidaturas “irão ultrapassar o número de oferta”, uma vez que as instalações de ‘clubhouse’ e das casas “são todas pensadas ​​para as necessidades dos idosos” e “não há outros lugares que possam fazer isso tão bem”, segundo o responsável.