Edição do dia

Quarta-feira, 28 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
15.9 ° C
18.9 °
15.9 °
77 %
2.1kmh
40 %
Qua
20 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
15 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Economia Delegação de 50 empresários de Macau participa na exposição internacional de importação...

      Delegação de 50 empresários de Macau participa na exposição internacional de importação de Xangai

      Cerca de 50 empresários de Macau estão presentes na 6.ª Exposição Internacional de Importação da China, que se realiza em Xangai até esta sexta-feira. As empresas de Macau irão expor produtos feitos na região, apresentar as marcas do território e ainda comida e bebida dos países de língua portuguesa, por exemplo.

       

      Está a decorrer, em Xangai, a 6.ª Exposição Internacional de Importação da China, que se prolonga até esta sexta-feira. Esta exposição conta com a presença de uma delegação de Macau composta por cerca de 50 empresários, assinalou o Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), que organizou a participação de Macau no evento. O Chefe do Executivo também esteve presente.

      Esta Expo Internacional de Importação da China, realizada de forma inteiramente offline, tem uma área de exposição de mais de 360.000 metros quadrados e reunindo muitas das 500 maiores empresas e líderes da indústria do mundo.

      O IPIM diz que cerca de 80% das empresas que compõem a delegação empresarial de Macau está envolvida nas indústrias relativas à estratégia de “1+4”. Estas empresas vão participar em actividades relativas, por exemplo, a informações de ponta da indústria e expansão das oportunidades de negócios através de intercâmbios com comerciantes participantes de todo o mundo.

      O IPIM tem dois pavilhões temáticos na feira: a “Área de Exposição de Produtos Alimentares e Agrícolas – Pavilhão de Alimentos e Bebidas de Macau e dos Países de Língua Portuguesa”, com 600 metros quadrados; a “Área de Exposição de Comércio de Serviços – Pavilhão de Serviços Profissionais de Macau e dos Países de Língua Portuguesa”, com 60 metros quadrados, que mostra uma série de serviços profissionais, incluindo contabilidade, fiscalidade e processamento de produtos dos países de língua portuguesa.

      Na “Área de Exposição de Produtos Alimentares e Agrícolas – Pavilhão de Alimentos e Bebidas de Macau e dos Países de Língua Portuguesa”, foram utilizadas instalações multimédia para apresentar as “vantagens e oportunidades” do ambiente de investimento de Macau e na Zona de Cooperação Aprofundada de Hengqin, entre outros. A feira organiza também encontros comerciais para conectar as empresas de Macau e os outros comerciantes participantes, e também estabelece serviços de videoconsulta para fornecer respostas online em tempo real a questões relacionadas com negócios, convenções e exposições de Macau.

      Há também actividades de degustação de comida, demonstrações no local de comida tradicional e vinhos de café de Macau e dos países de língua portuguesa, transmissões ao vivo de entrevistas com especialistas em Internet e dispositivos de ‘check-in’ que integram características locais de Macau.

      O Chefe do Executivo também esteve nesta 6.ª Exposição Internacional de Importação da China, durante o fim-de-semana, tendo sido acompanhado por Lei Wai Nong, secretário para a Economia e Finanças.