Edição do dia

Domingo, 3 de Março, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
18.9 °
14.9 °
88 %
1.5kmh
40 %
Dom
20 °
Seg
22 °
Ter
23 °
Qua
24 °
Qui
19 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Grande China Líder chinês garante reforço de relações com Coreia do Norte

      Líder chinês garante reforço de relações com Coreia do Norte

       

      O Presidente chinês, Xi Jinping, garantiu ontem ao líder norte-coreano, Kim Jong-un, que está comprometido em “contribuir mais” para o reforço das relações entre China e Coreia do Norte, informou a imprensa estatal norte-coreana.

       

      Xi Jinping assumiu o compromisso numa carta, em resposta a uma mensagem de felicitações enviada por Kim no mês passado para assinalar o 74º aniversário da fundação da República Popular da China, detalhou a Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

      Na carta, datada de sábado, Xi afirmou que a China e a Coreia do Norte são vizinhos amigáveis e que a tradicional amizade entre os dois países está a “tornar-se mais forte com o passar do tempo”.

      “Vou trabalhar para que as relações entre a China e a Coreia do Norte avancem e se desenvolvam com o tempo, no meio de mudanças sérias e complexas na situação internacional e regional”, disse Xi. “Estou disposto a dar uma maior contribuição para proteger a paz, estabilidade, desenvolvimento e a prosperidade regionais”, acrescentou, de acordo com a agência noticiosa norte-coreana.

      Xi também resumiu as recentes conquistas económicas da China sob a liderança do Partido Comunista e disse esperar que a Coreia do Norte obtenha novos feitos. “Espero sinceramente que o fraterno povo coreano alcance novos e maiores resultados na causa da construção socialista sob a liderança do Partido dos Trabalhadores da Coreia, chefiado pelo camarada secretário-geral”, escreveu.

      É a terceira vez este ano que os dois líderes trocam cartas, depois de, em abril, Xi ter sido confirmado para um terceiro mandato presidencial, e em setembro, por altura do 75º aniversário desde o estabelecimento do governo norte-coreano.

      Numa carta enviada a Xi no mês passado, Kim comprometeu-se a “consolidar e desenvolver as relações de amizade entre a Coreia do Norte e a China, que entraram num novo período histórico”.

      Os dois líderes encontraram-se pessoalmente pela última vez durante a visita de Xi a Pyongyang, em junho de 2019. Eles começaram a comunicar através de cartas depois de a Coreia do Norte ter fechado a sua fronteira devido à pandemia da covid-19, em 2020.

      A última carta de Xi surge numa altura em que Pyongyang encerra missões diplomáticas no estrangeiro e em que as conversações sobre a desnuclearização da península coreana estão paralisadas.

      Na quarta-feira, o porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Wenbin, confirmou que a Coreia do Norte vai encerrar o seu consulado geral em Hong Kong, acrescentando-o à lista de missões diplomáticas que Pyongyang decidiu encerrar, juntamente com as suas embaixadas em Espanha, Uganda e Angola.

      “Cada país tem o direito de decidir criar ou suprimir a sua missão consular no estrangeiro com base na sua própria situação e necessidades reais. A China respeita a decisão da Coreia do Norte de encerrar o seu consulado geral em Hong Kong”, afirmou Wang.

      No domingo, Sung Kim, representante especial dos EUA para a Coreia do Norte, realizou uma videoconferência com o seu homólogo chinês Liu Xiaoming, durante a qual sublinhou que todos os Estados membros da ONU devem “cumprir as suas obrigações e aplicar plenamente” o regime de sanções da ONU.

      A agência de espionagem sul-coreana, o Serviço Nacional de Informações, informou os deputados sul-coreanos na quarta-feira que a Coreia do Norte estava na fase final de lançamento do seu terceiro satélite de vigilância militar, com a ajuda técnica de Moscovo. Em troca, a Rússia estará a receber grandes quantidades de munições e mísseis balísticos de curto alcance para apoiar a sua guerra na Ucrânia, segundo a agência. Lusa

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau