Edição do dia

Terça-feira, 21 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
24.7 ° C
25.9 °
24.3 °
94 %
3.1kmh
40 %
Ter
26 °
Qua
25 °
Qui
24 °
Sex
27 °
Sáb
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaFundo de Segurança Social anuncia lucros em investimentos no primeiro semestre do...

      Fundo de Segurança Social anuncia lucros em investimentos no primeiro semestre do ano

      Logo após ter sido noticiado que o Fundo de Segurança Social (FSS) tinha registado perdas totais de quase 14 milhões de patacas em 2022, o organismo anunciou ontem que no primeiro semestre deste ano foram obtidos lucros em investimentos de 4,5 mil milhões de patacas. Isto deve-se, diz o FSS, à “recuperação da economia global” e à “melhoria do ambiente de investimentos”.

       

      Um dia depois de se saber que, em 2022, o Fundo de Segurança Social (FSS) tinha visto escalar as suas despesas – nomeadamente as relativas a investimentos financeiros –, o organismo anunciou em comunicado que no primeiro semestre deste ano houve um retorno dos investimentos de cerca de 4,5 mil milhões de patacas. A nota explica que isto se deveu à “recuperação da economia global” e à “melhoria do ambiente de investimentos”.

      Para justificar as perdas de 2022, o FSS diz que se verificou no ano passado “uma série de factores desfavoráveis tais como a guerra entre a Rússia e a Ucrânia e a epidemia de Covid-19, etc., assim, a macroeconomia ficou instável e complexa, os mercados de acções e obrigações globais sofreram do impacto severo e caíram”.

      “No entanto, em 2023, com a recuperação da confiança dos mercados financeiros e a recuperação dos mercados de acções e obrigações globais, o FSS já registou um retorno de investimento global de cerca de 4,5 mil milhões de patacas no primeiro semestre do ano, e o retorno de investimento global acumulado nos últimos cinco anos é de cerca de 15,6 mil milhões de patacas”, esclarece o organismo.

      O FSS acrescenta que, até ao primeiro semestre deste ano, os activos totais são de aproximadamente 90 mil milhões de patacas, registando-se um aumento em relação ao valor de cerca de 86,6 mil milhões de patacas no final de 2022. “O FSS vai acompanhar de perto as mudanças económicas e optimizar continuamente a carteira de investimentos de acordo com as receitas e despesas, lutando por um retorno razoável e estável a longo prazo, de modo a garantir a firmeza financeira e permitir o seu desenvolvimento sustentável a longo prazo”, lê-se na nota.

      Em 2022, recorde-se, o FSS viu as suas despesas escalarem 145% comparativamente a 2021, chegando aos 13,9 mil milhões de patacas. Segundo o relatório anual, quase 57% – ou seja, 7,9 mil milhões de patacas – das despesas teve a ver com investimentos financeiros e cambiais. Além do aumento substancial das despesas, no ano passado também se registou uma queda de 71% nas receitas. Em 2022, as receitas totais do FSS foram de cerca de 2,8 mil milhões de patacas, sendo que em 2021 tinham sido de 9,7 mil milhões. Assim, o resultado líquido do exercício de 2022 do FSS foi de -11,1 mil milhões de patacas. A redução global foi de cerca de quase 7 mil milhões face a 2021.