Edição do dia

Quarta-feira, 21 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
22.9 ° C
24.9 °
22.9 °
88 %
2.1kmh
40 %
Qua
23 °
Qui
23 °
Sex
21 °
Sáb
21 °
Dom
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Internacional Ucrânia: Pelo menos três feridos em bombardeamentos russos em Odessa

      Ucrânia: Pelo menos três feridos em bombardeamentos russos em Odessa

      Três pessoas ficaram feridas ontem durante os bombardeamentos lançados pelas forças russas sobre a cidade ucraniana de Odessa, afirmou o governador da região, acrescentando que foram contados pelo menos 15 ‘drones’ e oito mísseis de cruzeiro neste ataque. O governador Oleg Kiper garantiu que os sistemas de defesa antiaérea ucranianos derrubaram todos os projéteis, mas reconheceu que caíram destroços sobre posições civis no centro de Odessa, incluindo um supermercado. Os três feridos registados seriam trabalhadores do supermercado atingido neste ataque russo. Dois dos feridos foram transportados para o hospital, disse Kiper na rede social Telegram, que desejou ainda uma rápida recuperação às vítimas. Odessa, a terceira maior cidade da Ucrânia, que tem um porto importante, está a sofrer ataques periódicos das Forças Armadas russas, intensificados nas últimas semanas após Moscovo ter rompido o acordo de exportação de cereais ucranianos pelo Mar Negro em meados de Julho. A coordenadora humanitária das Nações Unidas para a Ucrânia, Denise Brown, declarou ontem num comunicado que “os ataques indiscriminados da Rússia continuam a afectar civis e infraestrutura civil em toda a Ucrânia”. “As pessoas no sul do país, incluindo as regiões de Kherson e Odessa, passaram por um fim de semana particularmente difícil, já que os ataques deixaram muitos civis, incluindo crianças, mortos e feridos”, declarou a coordenadora humanitária. Segundo Denise Brown, os ataques também afetaram os trabalhadores humanitários e “a sua capacidade de apoiar aqueles que sofrem as consequências da guerra”. “Na sexta-feira, nossos colegas da organização não-governamental (ONG) ADRA tiveram que interromper a tão necessária distribuição de itens vitais depois do seu depósito e carros terem sido danificados devido a um bombardeamento na região de Kherson”, referiu a coordenadora humanitária da ONU. “Civis e infraestrutura civil devem ser respeitados. Nunca devem ser um alvo”, declarou Denise Brown na nota. No domingo, pelo menos seis pessoas morreram, incluindo um bebé, durante um bombardeamento russo na região de Kherson, no sul da Ucrânia.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau