Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
15.9 °
13.9 °
77 %
6.2kmh
40 %
Dom
15 °
Seg
19 °
Ter
19 °
Qua
20 °
Qui
22 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Macau é o principal destino de férias do turismo externo da China...

      Macau é o principal destino de férias do turismo externo da China continental, revela relatório  

      Do total de 40,3 milhões de turistas chineses que viajaram para fora da China continental na primeira metade do ano, 50% destes escolheram Macau como destino. Hong Kong ficou em segundo lugar, com 26,66%, e Taiwan em terceiro, com 2,33%. Os dados foram anunciados num relatório sobre turismo externo da Academia de Turismo da China, que também fez referência ao turismo doméstico deste semestre, que foi de 2,384 mil milhões, uma subida de 63,9% em um ano. As autoridades de Macau dizem-se “gratas” e prometem continuar a apostar na diversificação das ofertas turísticas, na melhoria das instalações, e a incitar a população e trabalhadores do sector a serem mais corteses com quem nos visita.

       

      Um relatório sobre turismo externo revelou que Macau, com 50%, é o destino de eleição dos turistas do interior da China, com Hong Kong a ter uma fatia de 26,66%, e Taiwan de 2,33% do total de turistas que viajaram para fora da China na primeira metade do ano. Foram ao todo 40,3 milhões de turistas que saíram das suas províncias, sendo que 79,89% destes preferiu viajar até Macau, Hong Kong ou Taiwan.

      Quanto ao turismo doméstico do primeiro semestre, este representou 2,384 mil milhões de pessoas, subindo 63,9% comparativamente a apenas 929 milhões do mesmo período do ano passado. Os dados foram revelados pela Academia de Turismo da China do Ministério da Cultura e do Turismo que, para além de estudar as políticas e teorias do sector do turismo, é responsável pela elaboração de estatísticas e dados nas áreas da cultura e turismo, esclareceu o comunicado do Governo da RAEM. Ainda de acordo com o relatório “Big Data Report on Outbound Tourism in the First Half of 2023”, os turistas da China continental preferiram viagens de curta distância para destinos asiáticos, e países como a Tailândia, Singapura, Malásia e Vietname atraíram muitos visitantes chineses.

      De acordo com a Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), entre Janeiro e Junho de 2023, comparativamente ao período homólogo do ano de 2019, o número de visitantes do interior da China duplicou. Em comunicado, o Governo da RAEM frisou que “está grato” pela escolha de Macau como destino turístico, e que irá continuar a desenvolver esforços de desenvolvimento da diversificação adequada da economia, a providenciar “boas instalações e serviços turísticos actuais”, melhorando os recursos humanos, infraestruturas e serviços gerais.

      A Direcção do Turismo de Macau (DST) também organizou várias exposições itinerantes em diversas cidades do interior da China, promovendo o conceito “Turismo+”, em que se procurou dar a conhecer a variedade da oferta turística e calendário de eventos festivos de Macau, explorando mais programas que demonstram a diversidade das comunidades e tradições locais, como o “Plano das Lojas com Características Próprias”.

      Desde o início do ano, ofereceram-se bilhetes de avião e estadias em hotéis, iniciativas de promoção do turismo que foram feitas de forma faseada em cooperação com companhias aéreas, plataformas de comércio electrónico e agências de viagens. Macau vai também continuar a investir no sector de convenções com a realização de diferentes tipos de convenções e exposições, explorando ainda mais as possibilidades desta fonte de visitantes, indicou ainda a nota do Governo.

      Quanto ao turismo internacional, as autoridades recordaram que continuam a promover o progresso do sector através de diferentes actividades promocionais em plataformas virtuais e eventos físicos por forma a atrair mais visitantes do estrangeiro, e que vão aumentar a publicidade na televisão e anúncios impressos, vídeos promocionais e publicações nas redes sociais. O comunicado do Governo da RAEM fez ainda referência à Campanha de Cortesia de Macau, que tem procurado incentivar a população e o sector a receber os turistas com cortesia, para Macau ser vista como uma cidade “boa anfitriã”.