Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
29.7 ° C
31.9 °
29.3 °
89 %
4.6kmh
40 %
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioGrande ChinaChina apresenta protesto após EUA anunciarem envio de ajuda militar para Taiwan

      China apresenta protesto após EUA anunciarem envio de ajuda militar para Taiwan

      A China apresentou ontem um protesto formal aos Estados Unidos, devido a um pacote de ajuda militar fornecido a Taiwan. Segundo o porta-voz do ministério da Defesa chinês, o Exército de Libertação Popular está a “prestar muita atenção à situação no Estreito de Taiwan” e a manter um “alto nível” de vigilância.

       

      As autoridades chinesas fizeram ontem um protesto formal perante os Estados Unidos devido a um pacote de ajuda militar fornecido a Taiwan, reiterando que a medida “ameaça a paz e a estabilidade” no Estreito da Formosa. “Enviar um pacote de ajuda militar para Taiwan constitui uma interferência grave nos assuntos internos da China e prejudica os interesses de segurança e a soberania da China”, disse o porta-voz do ministério da Defesa chinês, Tan Kefei, em comunicado.

      Segundo o porta-voz, a oferta dos EUA, avaliada em 345 milhões de dólares, representa “uma ameaça à paz e à estabilidade no Estreito de Taiwan”.

      “A China vai salvaguardar resolutamente a sua soberania e integridade territorial”, frisou. “Nós opomo-nos fortemente e apresentamos uma queixa formal aos Estados Unidos”, disse Tan, que pediu a Washington que pare de manter “qualquer tipo de vínculo militar” com Taipé. “Algumas pessoas nos Estados Unidos continuam a instigar a ‘independência de Taiwan’, em conjunto com forças separatistas, para provocar e aumentar o confronto e a tensão no Estreito de Taiwan”, acusou.

      O porta-voz acrescentou que o Exército de Libertação Popular está a “prestar muita atenção à situação no Estreito de Taiwan” e a manter um “alto nível” de vigilância.

      O governo dos Estados Unidos divulgou, na sexta-feira passada, um memorando assinado pelo Presidente, Joe Biden, e endereçado ao secretário de Estado, Antony Blinken, a autorizar o envio para a ilha de equipamento militar do inventário do Pentágono.

      Segundo a imprensa norte-americana, esta é a primeira vez que os EUA enviam ajuda deste tipo a Taiwan, a partir do inventário do Departamento da Defesa, em vez de fazê-lo por meio do programa de vendas militares ao exterior.

      O texto não especifica os componentes que vão fazer parte desse pacote de assistência militar, mas a imprensa norte-americana indicou que inclui capacidades de inteligência e vigilância, armas de fogo, mísseis e sistemas portáteis de defesa antiaérea, conhecidos como MANPADS.

      Taiwan é uma das principais fontes de tensão entre a China e os Estados Unidos, principalmente porque Washington é o principal fornecedor de armas de Taiwan e seria o seu maior aliado militar, no caso de uma guerra contra a China.

      Nos últimos anos, a China passou a enviar, com frequência quase diária, aviões e navios de guerra para as proximidades de Taiwan. Lusa

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau