Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
14.9 °
14.9 °
77 %
8.8kmh
40 %
Qui
15 °
Sex
16 °
Sáb
14 °
Dom
20 °
Seg
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Anunciados programas de candidaturas para quadros qualificados e ‘Big Health’

      Anunciados programas de candidaturas para quadros qualificados e ‘Big Health’

      Foram anunciados em Boletim Oficial os programas para candidaturas de quadros qualificados de elevada qualidade e da indústria ‘Big Health’. É agora possível saber quais são os cargos, qualificações e critérios necessários para que os “talentos” do estrangeiro se possam candidatar aos novos cargos que serão criados pela “Diversificação 4+1” planeada pelo Governo da RAEM. Mais informações serão em breve publicadas numa página específica para este programas.

       

      O Chefe de Executivo acaba de anunciar em Boletim Oficial o “Programa para Quadros Qualificados de Elevada Qualidade”, e o “Programa para Quadros Altamente Qualificados da Indústria de ‘Big Health’”. Fica então a partir de agora explicitamente descrito e publicado o sistema de pontuação e categorias que são necessárias preencher para que qualquer candidato possa concorrer a estas novas posições laborais que vão ser oferecidas na RAEM.

      Quanto ao Programa para a ‘Big Health’, o despacho n.º 120/2023 publicado a 28 de Julho descreve o programa e pontuações aplicáveis e refere que são “aprovadas as funções especializadas com escassez de recursos humanos” para a indústria de ‘Big Health’. As sete áreas profissionais desta indústria destacadas pelo despacho foram as dos serviços médicos; gestão hospitalar e gestão de fábricas de produtos farmacêuticos; desenvolvimento de tecnologias médicas inteligentes; investigação, desenvolvimento, supervisão e gestão de medicamentos inovadores; normalização de equipamentos e dispositivos médicos; ensino e investigação em medicina, farmacêutica e biologia; e registo, patentes e comercialização de produtos farmacêuticos.

      O programa tem como objectivo “promover a diversificação adequada da economia, impulsionar o desenvolvimento das indústrias-chave, e aumentar progressivamente o peso das quatro indústrias-chave,” e pretende “captar quadros altamente qualificados da referida indústria, necessários à diversificação adequada da economia de Macau, desenvolvendo o papel orientador desses quadros qualificados, de modo a elevar a qualidade, a competência técnica e a competitividade da população em geral”.

      Para se poder candidatar a este programa, é necessário ser no mínimo licenciado em medicina, farmácia, saúde pública, gestão administrativa hospitalar, ciências da vida ou afins, e ter experiência profissional não inferior a quatro anos na área profissional referida. Como critérios, é ainda necessário ter mais de 21 anos, e dominar “qualquer das línguas chinesa, portuguesa ou inglesa”. As datas do início do Programa, assim como toda a documentação e outras formalidades de avaliação, vão ser divulgadas através de uma página electrónica destinada exclusivamente para o Programa, anunciaram ainda as autoridades no mesmo despacho oficial.

      Quanto ao sistema de pontuações, para a candidatura ser aprovada é preciso obter pelo menos 200 valores numa pontuação máxima de 300 valores. Na tabulação descrita num mapa de pontuação pode-se ver que, por exemplo, certos critérios do contexto familiar e social têm peso na pontuação, como ter entre 41 e 60 anos, ter filhos menores, falar mais línguas, ou ter um cônjuge com mestrado. Os outros critérios prendem-se com a experiência profissional e nível acadêmico, sendo que quanto maior o nível e anos de experiência, mais pontos são atribuídos. Ter uma participação original de 5% ou mais numa empresa também é um critério que é pontuado, assim como ter sido “recomendado por personalidades eminentes”, ter patentes ou direitos de autor, rendimentos elevados e artigos publicados nas áreas relacionadas à respectiva indústria. Na tabela, é ainda feita uma descrição pormenorizada das funções especializadas das sete áreas profissionais acima citadas, funções que ao todo cobrem 60 especialidades, como, por exemplo, médico especialista em células estaminais, ou pessoal docente nas áreas de medicina, farmacêutica ou biologia.

      Em Boletim Oficial foi também aprovado no mesmo dia o despacho n.º 119/2023, em que se aprova o Programa para Quadros Qualificados de Elevada Qualidade, que pretende “captar indivíduos dotados de excelentes aptidões ou competência técnica, com mérito internacionalmente reconhecido ou contribuições relevantes em determinada área”. No despacho, são descritos ao pormenor inúmeros prémios internacionais e nacionais, assim como títulos, cargos em gestão de projecto, em organizações internacionais ou em empresas de liderança.  Esta enumeração detalhada cobre as áreas da ‘Big Health’ e tecnologia de ponta, Finanças Modernas, Cultura, Desporto e outras áreas como Literatura, Dança, Cinema, Design, Música, Arquitectura ou Fotografia. Nos méritos e títulos são ainda referidos diversos cargos em organizações internacionais e em empresas de liderança.