Edição do dia

Terça-feira, 18 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
30.6 ° C
33.2 °
29.9 °
89 %
4.6kmh
40 %
Ter
31 °
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaArtesanato feito por reclusos e jovens em internato expostos no Museu de...

      Artesanato feito por reclusos e jovens em internato expostos no Museu de Ciência

      Pinturas, peças de artesanato, esculturas em bambu ou madeira e outros produtos confeccionados por reclusos e jovens em internato vão estar expostos no Centro de Convenções do Centro de Ciência de Macau. São ao todo mais de 7 mil peças que podem ser adquiridas no local, mas também através de uma plataforma online. A iniciativa da Direcção dos Serviços Correcionais, do IAS e da DSEDJ pretende sensibilizar a população para a questão da reinserção social, combatendo o estigma em torno de quem “serviu tempo” nos serviços correcionais, mas que tem o direito de voltar a ser acolhido pela sociedade.

       

      De 28 a 30 de Julho, mais de 7 mil peças de artesanato criadas por reclusos e jovens internados vão estar expostas e à venda no Centro de Convenções do Centro de Ciência de Macau. A iniciativa, que pretende “despertar a atenção da sociedade”, no sentido de “apoiar e aceitar os jovens internados e reclusos na reintegração social”, foi organizada conjuntamente pela Direcção dos Serviços Correcionais (DSC), pelo Instituto de Acção Social (IAS) e pela Direcção dos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude (DSEDJ).

      Em nota, a DSC indicou que a exposição inclui uma variedade de artesanatos, desde bordados, obras em ponto cruz, a esculturas em bambu ou em madeira, mas também de pinturas a óleo modernas ou de paisagens chinesas, bem como pingentes decorativos e produtos domésticos feitos a partir de argila, resina, e outros materiais ecológicos.

      Paralelamente, no dia da abertura da exposição, a 28 de Julho, vai ser lançada também uma plataforma de venda online de artesanatos produzidos por reclusos e jovens internados que, indica o mesmo comunicado, vai facilitar as “vendas regulares online de diversos produtos confeccionados por reclusos e jovens internados, permitindo que o público faça compras de forma conveniente”. Concomitantemente, quem no local tiver adquirido qualquer produto, tem automaticamente acesso gratuito às restantes exposições do Centro de Ciência de Macau, acesso que é providenciado através da obtenção de um adesivo.

      No local da exposição, vão ser apresentadas ainda várias mensagens de apoio e de encorajamento à reinserção social que foram escritas por vários voluntários da população. Estas mensagens foram recolhidas durante uma actividade organizada anteriormente pela DSC intitulada “Mensagens de Incentivo para a Reabilitação”. A DSC relevou ainda que vão ser divulgadas informações relativas aos vários serviços de reinserção social ligados à DSC, IAS e DSEDJ nas placas de exibição electrónicas do Centro de Convenções, e haverá ainda uma zona de tendas de jogos. Para além de auxiliar na divulgação das mensagens de solidariedade, estas tendas de jogos servem para criar um ambiente mais acolhedor do público, em que se pode, por exemplo, “auto-embalar” os produtos comprados, ou fazer ‘check-in’, divulgou ainda a mesma nota.

      A Embaixadora da Solidariedade “Shiny” da DSC também vai estar presente no local da exposição para sensibilizar o público presente no sentido de se dar mais atenção e apoio aos reclusos e jovens internados, “construindo uma sociedade harmoniosa e inclusiva em conjunto”. A DSC tem-se empenhado em criar condições favoráveis para a reintegração dos reclusos e jovens internados, organizando diversos cursos de formação com certificado profissional e de técnicas profissionais orientados por instrutores profissionais, indicou a mesma em nota. Estes cursos são criados “de acordo com as mudanças sociais e tendência de desenvolvimento do mercado, para que os reclusos e jovens internados possam fazer bom uso do tempo, aprender um ofício e aumentar a capacidade competitiva, preparando assim para a reintegração social no futuro”.

      A exposição, que este ano tem o tema “Mostra Activa de Talentos, Reabilitação na Convivência Harmoniosa”, é de entrada gratuita, e está aberta entre as 13h e 18h no dia 28, e entre as 10h e 18h nos dias 29 e 30 de Julho.