Edição do dia

Quarta-feira, 19 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
29 ° C
29.9 °
28.9 °
94 %
3.6kmh
20 %
Ter
29 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioDesporto70.º Grande Prémio cresce em orçamento e em dias de provas

      70.º Grande Prémio cresce em orçamento e em dias de provas

      Este ano realiza-se a edição 70 do Grande Prémio de Macau e, para assinalar a ocasião, a organização vai estender as provas por dois fins-de-semana, 11 e 12 de Novembro e depois entre 19 e 19 de Novembro. O orçamento também será reforçado e vai crescer 44% em comparação com o da última edição, para os 260 milhões de patacas. A organização também confirmou o regresso da Fórmula 3.

       

      Para assinalar a 70.ª edição do Grande Prémio de Macau, a organização vai aumentar o número de dias de provas e também o seu orçamento. Ontem, na conferência de imprensa de apresentação da edição deste ano, Pun Weng Kun, presidente do Instituto do Desporto (ID) e coordenador da Comissão Organizadora do Grande Prémio de Macau, reiterou que as provas vão decorrer ao longo de dois fins-de-semana: 11 e 12 de Novembro e depois entre 16 e 19 de Novembro.

      O orçamento vai crescer 44%, dos 180 milhões de patacas do ano passado para 260 milhões. Além disso, cada uma das seis operadoras de jogo – principais patrocinadoras do evento – vai dar mais 20 milhões de patacas.

      Pun Weng Kun também confirmou ontem que este ano vai regressar a Fórmula 3 ao Circuito da Guia, tal como já tinha aventado no início do ano. Esta edição também marca o regresso da Taça GT Macau. Recorde-se de que, entre 2020 e 2022, estas corridas da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) não foram integradas no Grande Prémio de Macau devido às restrições pandémicas que estavam em vigor na altura no território.

      Por outro lado, o presidente do ID também adiantou que espera mais de 150 pilotos nesta edição, sem dar ainda informações sobre quais os pilotos que vão correr na Guia este ano, indicando apenas que deverão inscrever-se dezenas de pilotos locais. “Embora ainda não tenhamos a lista confirmada dos pilotos, nós acreditamos que serão pilotos de renome que vêm a Macau; por enquanto ainda não podemos confirmar a nacionalidade dos pilotos, incluindo se vêm ou não pilotos portugueses”, afirmou o responsável. Além disso, Pun Weng Kun também informou que será aumentado o espaço da área de imprensa com uma construção provisória junto ao edifício do Grande Prémio.

      Segundo a calendarização apresentada ontem, no primeiro fim-de-semana de provas vão realizar-se cinco corridas: Macau Asia – Fórmula 4, Taça GT – Corrida da Grande Baía, TCR Asia Challenge, Macau Roadsport Challenge e uma corrida que se encontra ainda em processo de negociação e cujos detalhes serão anunciados posteriormente. Durante o segundo fim-de-semana, serão realizadas seis corridas, nomeadamente: Grande Prémio de Macau de Fórmula 3 – Taça do Mundo de Fórmula 3 da FIA, Taça GT Macau – Taça do Mundo de GT da FIA, Corrida da Guia Macau – TCR World Tour Final, Grande Prémio de Motos de Macau – 55.ª Edição, Taça de Carros de Turismo de Macau e Desafio do 70.º Aniversário de Macau. Além disso, serão também realizadas actividades paralelas.

      “Sendo o maior e mais emblemático evento de turismo desportivo da cidade, o Grande Prémio de Macau comemora, este ano, o seu 70.º aniversário, tendo vindo a receber o apoio e a atenção dos residentes locais, bem como de turistas, pilotos e órgãos de comunicação social de todo o mundo”, afirmou Pun Weng Kun no discurso proferido ontem, acrescentando que “o evento reveste-se de uma importância vital para o reforço da visibilidade internacional da cidade e da sua imagem enquanto destino turístico, bem como para o reforço do desenvolvimento sustentável do turismo desportivo local”.

      O responsável disse ainda que esta é “uma oportunidade para a cidade e o evento continuarem a ter influência no panorama automobilístico internacional, exercendo assim um impacto positivo na promoção do desenvolvimento do turismo, das indústrias culturais e criativas, da restauração e bebidas, do comércio e do sector desportivo local”.

      Pun terminou o seu discurso assegurando que a Comissão Organizadora “não medirá esforços” para garantir o sucesso desta edição do Grande Prémio e espera que o evento “possa continuar a desempenhar o seu papel de promoção de Macau e a dinamizar o turismo desportivo, apresentando aos turistas o lado vibrante de Macau como cidade dedicada aos eventos desportivos e beneficiando a cidade tanto a nível desportivo, como turístico e económico, através do seu efeito sinérgico”.