Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
28.1 ° C
29.9 °
27.9 °
94 %
3.6kmh
40 %
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeDSEDJ está a elaborar materiais didáticos com foco na segurança nacional

      DSEDJ está a elaborar materiais didáticos com foco na segurança nacional

      A Direcção dos Serviços de Educação e Desenvolvimento da Juventude (DSEDJ) está a elaborar materiais didáticos complementares sobre educação da segurança nacional. Em resposta a uma interpelação de Song Pek Kei, a DSEDJ indicou ainda que estão também a ser elaborados recursos pedagógicos de ensino de língua portuguesa para o ensino secundário.

       

      Estão a ser elaborados materiais didáticos complementares sobre a educação da segurança nacional, indicou Kong Chi Meng, director da Direcção dos Serviços de Educação e Desenvolvimento da Juventude (DSEDJ), em resposta a uma interpelação escrita da deputada Song Pek Kei, que pedia o aumento da taxa de utilização dos materiais didáticos.

      A DSEDJ começou por assinalar que já publica vários conjuntos de materiais didáticos, entre os quais os livros “Língua Chinesa” e “Educação Moral e Cívica” para os ensinos primário e secundário, “História” para o ensino secundário, “Actividades de Descoberta” e “Vamos Falar Português” (em português) para o ensino primário.

      “A DSEDJ também se encontra a elaborar os materiais didácticos complementares sobre a ‘Educação da Segurança Nacional’ e os recursos pedagógicos de ensino da língua portuguesa destinados ao ensino secundário”, lê-se na resposta do organismo.

      No ano lectivo de 2022/2023, os materiais didácticos de “Educação Moral e Cívica” para os ensinos primário e secundário, de “História” para o ensino secundário e de “Língua Chinesa” para o ensino primário foram utilizados e tidos como referência por escolas primárias e secundárias de Macau, assinalou a DSEDJ, acrescentando que os materiais didácticos de “Actividades de Descoberta” para o ensino primário foram utilizados e tidos como referência por 95% das escolas primárias de Macau. A taxa de utilização e tomada de referência dos materiais didácticos de “Língua Chinesa” para o ensino secundário foi de cerca de 80%; os materiais didácticos de português para o ensino primário “Vamos Falar Português” foram utilizados e tidos como referência por cerca de 87% das escolas primárias que ministram cursos de português.

      A DSEDJ indica ainda que, no intuito de promover a cultura de investigação pedagógica interescolar e permitir que os docentes apliquem de forma mais flexível os materiais didácticos em currículos escolares, lançou, no ano lectivo de 2021/2022, o “Plano Piloto de Ensino e Investigação Interescolar”, criando as “Escolas-piloto de Base de Ensino e Investigação” que, em colaboração com outras escolas participantes no plano, desenvolveram recursos pedagógicos sistemáticos, em articulação com as “Exigências das Competências Básicas” e os materiais didácticos, o que ajudou a fomentar uma atmosfera inovadora de concepção curricular e a promover e utilizar os materiais didácticos.

      As autoridades dizem que, na elaboração do Quadro Curricular, das Exigências das Competências Básicas e dos materiais didácticos locais, o sector educativo e os docentes da linha da frente foram convidados a participar e apresentar opiniões, para que os cursos e materiais didácticos de Macau possam ter características locais. Além disso, a DSEDJ lembra que envia para as escolas, todos os anos lectivos e através do “Guia de Funcionamento das Escolas”, documentos orientadores relativos a currículos, materiais didácticos, regime de investigação pedagógica, entre outros, para impulsionar, ainda mais, a reforma curricular e a elevação da qualidade pedagógica das escolas, assegurando assim a qualidade global do ensino não superior de Macau.