Edição do dia

Terça-feira, 18 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
30.6 ° C
33.2 °
29.9 °
89 %
4.6kmh
40 %
Ter
31 °
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaA beleza da água em exposição de pintura de Celia Si ...

      A beleza da água em exposição de pintura de Celia Si  

      A associação Ark continua a dar a conhecer artistas locais usando os cinco elementos como premissa, e o café Voyage como sala de exposições. Depois da Terra e do Fogo, é a vez de a Água ser expressa em forma de pinturas a óleo pela mão de Celia Si. “Poesia do Tom de Água” está patente no café da zona da Horta e Costa de 15 de Julho a 13 de Agosto.

       

      “Poesia do Tom de Água” é o nome da mostra de pintura local organizada pela associação de arte de Macau “Ark”. Com o elemento aquático como foco central, a partir de 15 de Julho as pinturas em óleo da artista Celia Si vão estar expostas no Café Voyage. A associação e o café prosseguem com seu “Quinteto de Arte”, um ciclo de exposições dedicado aos cinco elementos que começou em Maio com o elemento Terra, e as fotografias de Pamela Chan, o elemento do Fogo em Junho, com das ilustrações de Vanda Chan, entrando agora o ciclo no terceiro elemento – a Água – e as pinturas a óleo de Celia Si. A mostra do trabalho de cinco artistas locais, cujas obras foram beber inspiração aos cinco elementos, “pretende dar a conhecer a criatividade variada dos artistas em relação a cada elemento através de uma multitude de materiais e interpretações”, indicou a associação Ark em nota.

      Tomando Água como tema, e recorrendo à água como conceito criativo, a exposição ‘Poesia do Tom de Água’ pretende “dar a conhecer a diversidade e riqueza da água na arte”, revela ainda a organização. “Origem da vida e pilar da civilização humana”, o elemento aquático, refere a mesma nota, é fonte de inspiração para “incontáveis artistas”.

      Em conversa com o PONTO FINAL, a artista falou-nos do significado simbólico da água, e do seu poder expressivo enquanto arte. “A água representa o fluxo, a temperatura e a mudança”, e observá-la em movimento na natureza é algo que evoca emoções e estimula a percepção da pintora. “Porque é fonte inesgotável de inspiração e reflexão, gosto de captar esta fluidez da água, retratando as suas formas e texturas nas minhas pinturas”, partilhou Celia Si. Com as suas obras, a pintora pretende que “o público possa sentir a diversidade e a riqueza da água na arte, e sentir a beleza, o mistério e a vitalidade da água”.

      Partilhando que recorre frequentemente a “tintas a óleo e aguarelas porque proporcionam cores e texturas ricas”, a artista costuma pintar com cores vivas e padrões geométricos. Na sua exploração artística, partilha Celia Si, esta procura transmitir emoções e pensamentos de “verdade, bondade e beleza”: “Através da utilização da cor, da modelação da forma e da representação de imagens, os artistas podem expressar a sua compreensão e a sua busca da verdade, da bondade e da beleza”, revela, acrescentando que “as obras de arte podem estimular a ressonância emocional e o pensamento do espetador, desencadeando a reflexão e a exploração da verdade, da bondade e da beleza”.

      Celia Si participou em mais de dez exposições anuais de arte, e em duas exposições individuais em Macau, Hong Kong, Taiwan, Singapura e China. Licenciada em design gráfico, a artista está actualmente a tirar um mestrado em artes interdisciplinares. Professora de desenho, há muitos anos que se dedica à criação de artes visuais e à educação artística de alunos de todas as idades. “Para mim, ensinar desenho é uma experiência muito gratificante. Ajudo os alunos a libertarem a sua criatividade e encorajo-os a experimentarem diferentes técnicas e expressões artísticas. Espero que, ao ensinar desenho, possa inspirar a imaginação, a capacidade expressiva, a educação estética, e a cultura visual dos alunos, e ajudá-los a encontrar um estilo único e pessoal nos seus próprios trabalhos e a melhorar as suas competências e desempenho”, mencionou.

      A exposição “Poesia do Tom de Água” de Celia Si abre no dia 15 de Julho no Café Voyage, na Rua Padre António Roliz, podendo ser visitada até dia 13 de Agosto.