Edição do dia

Terça-feira, 18 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
31.7 ° C
34.8 °
30.9 °
89 %
5.1kmh
40 %
Ter
32 °
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioGrande ChinaBanco central chinês nomeia novo chefe do comité do Partido Comunista Chinês

      Banco central chinês nomeia novo chefe do comité do Partido Comunista Chinês

      SECTOR FINANCEIRO

      O actual director da Administração Estatal de Câmbio, Pan Gongsheng, foi nomeado novo chefe do comité do Partido Comunista Chinês no banco central da China, anunciou ontem a instituição.

      Pan Gongsheng deverá em breve ser nomeado governador do banco central, algo que geralmente se segue às nomeações para o comité partidário, disseram fontes do sector financeiro ao jornal de Hong Kong South China Morning Post (SCMP).

      O Banco Popular da China confirmou que Pan irá substituir Guo Shuqing, número dois do banco central e antigo regulador de bancos e seguros, um órgão recentemente absorvido pelo novo órgão supervisor do setor financeiro, de acordo com um comunicado.

      O actual governador do banco central chinês, Yi Gang, também deixou o cargo de vice-secretário do comité do Partido Comunista Chinês na instituição, indicou na mesma nota.

      As fontes citadas pelo SCMP garantiram ainda que Guo Shuqing e Yi Gang, de 66 e 65 anos, respetivamente, deverão reformar-se, depois de, em março, terem sido nomeados para a Conferência Consultiva Política do Povo Chinês, um órgão sem poderes legislativos.

      De acordo com o currículo oficial de Pan Gongsheng, o executivo de 59anos tem um doutoramento em economia pela Universidade de Pequim e foi professor convidado na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, em 1997 e 1998. Pan trabalhou nos bancos estatais Banco Industrial e Comercial da China e Banco Agrícola da China antes de ser nomeado vice-governador do banco central chinês, cargo que ocupa desde 2012.

      Pan Gongsheng conseguiu, à frente da Administração Estatal de Câmbio, “manter a taxa de câmbio do renmimbi geralmente estável, tornando-o uma escolha atraente para o cargo” de governador do banco central, disse ao SCMP o professor de Finanças da Universidade de Pequim, Zhao Xijun. “Estabilizar a economia chinesa, aumentar o apoio à economia real e lidar com o impacto da ‘estratégia de mitigação de riscos’ liderada pelos EUA nas cadeias de fornecimento será um desafio”, acrescentou Zhao.

      A recuperação económica da China depois de terminada a política ‘zero covid’ parece estar a perder força, com as taxas de câmbio do renmimbi em relação ao dólar norte-americano perto do nível mais baixo desde 2007.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau