Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
28.1 ° C
29.9 °
27.9 °
94 %
3.6kmh
40 %
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeHomem agrediu ex-mulher com martelo como vingança após acusações de violência doméstica...

      Homem agrediu ex-mulher com martelo como vingança após acusações de violência doméstica  

      Uma residente de 50 anos foi vítima de agressão com um martelo pelo ex-marido, no caminho de regresso a casa. A mulher está actualmente em tratamento médico nos cuidados intensivos, depois de ter sofrido fracturas na cabeça. O homem foi detido no local pela polícia, tendo confessado que tinha sido acusado pela ex-mulher de violência doméstica e abuso sexual há seis anos e, segundo as autoridades, terá planeado um ataque fatal à mulher como vingança.

       

      O Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP) anunciou ontem a detenção de um homem de 50 anos por suspeitas de tentativa de homicídio qualificado, na sequência de ter agredido com um martelo a sua ex-mulher na noite da passada segunda-feira.

      De acordo com as autoridades, a vítima, uma residente de 50 anos que foi encaminhada para o hospital de imediato após o incidente, sofreu fracturas no crânio e alguns dos ossos fracturados da cabeça terão mesmo atingido o cérebro. Após ter sido submetida a uma operação cirúrgica de craniotomia, a vítima foi estabilizada, estando actualmente a receber tratamento na Unidade de Cuidados Intensivos no Centro Hospitalar Conde de São Januário, mas ainda inconsciente.

      O episódio violento aconteceu pelas 22h25 de segunda-feira no cruzamento da Rua de Manuel de Arriaga e da Rua de Sacadura Cabral, quando a mulher estava de regresso a casa, acompanhada por uma colega de trabalho, uma croupier de 53 anos.

      Citado pelo CPSP, a amiga da mulher, a testemunha do caso, indicou que tentou parar o indivíduo depois de este ter agredido a mulher na cabeça com o martelo, no entanto, foi ameaçada pelo homem para que não interviesse e, caso contrário, ia ser agredida também.

      Nessa altura, quatro agentes policiais do CPSP que se encontravam de folga acabaram por chegar ao local devido aos gritos da testemunha, enquanto a vítima encontrava-se deitada no canto da rua com cabeça ensanguentada, e viram que o suspeito deixou o martelo no canal de drenagem da rua. O homem foi depois detido pelos agentes e trancado com fivelas de mão por uma agente de trânsito que estava de serviço nas imediações. Vários vídeos circularam nas redes sociais com a detenção no local do homem, que não terá oferecido resistência durante a detenção.

      Segundo as informações divulgadas pelas autoridades na conferência de imprensa de ontem, a mulher tinha denunciado junto à Polícia Judiciária o homem por violência doméstica e abuso sexual em 2017, e os dois divorciaram-se em Abril de 2020.

      O suspeito, residente e condutor de profissão, durante o interrogatório policial confessou que a denúncia e acusação dos referidos crimes fizeram com que tivesse vontade de a agredir fatalmente por ressentimento e vingança. Nesse sentido, segundo o CPSP, o homem guardou um martelo no compartimento do seu motociclo e procurou a vítima na zona da sua residência para a agredir.

      Na segunda-feira à noite, o homem encontrou a ex-mulher e, em seguida, decidiu atacá-la. A polícia apreendeu no caso um martelo de 38 centímetros de comprimento e ainda uma faca afiada de 25 centímetros de comprimento no seu motociclo.

      O detido foi encaminhado ontem para o Ministério Público, com possíveis acusações dos crimes de homicídio qualificado na forma tentada, de armas proibidas e substâncias explosivas e de ameaça.