Edição do dia

Terça-feira, 25 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens quebradas
30.4 ° C
30.4 °
30.4 °
78 %
6.5kmh
83 %
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaAnálise prevê crescimento da economia local ainda mais forte durante o Verão

      Análise prevê crescimento da economia local ainda mais forte durante o Verão

      A Associação Económica de Macau indicou numaanálise recente que o índice de prosperidade de Macau continua a mostrar tendência positiva e o desempenho dos últimos meses “foi melhor do que o esperado”. Oeconomista Joey Lao destacou que a taxa de ocupação hoteleira e as receitas de jogo arrecadadas foram satisfatórias, e que a confiança dos investidores emMacau aumentou. Prevê ainda que a situação financeira da região vai ser ainda melhorada com a chegada das férias de Verão.

      A retoma da economia do território está em bom andamento e Macau pode atingir um nível ainda maior de recuperação nos próximos meses. Esta é uma das conclusões avançadas na análise mais recente da Associação Económica de Macau, liderada pelo economista e antigo deputado JoeyLao.

      No seu estudo sobre o Índice de Prosperidade de Macau divulgado ontem, Joey Lao assinalou que a economia local apresenta “um dinamismo de recuperação contínuo e rápido”, mesmo que a actual conjuntura internacional “ainda seja complicada”, os mercados económicos e financeiros globais sejam “incertos” e o crescimento macroeconómico do interior da China “enfrente um abrandamento”.

      Considerando satisfatória a recuperação económica da região desde a reabertura, a análise referiu que os resultados dos primeiros cinco meses deste ano foram “melhores do que oesperado”.

      Recorde-se que a taxa de ocupação hoteleira recuperou para quase 90% do nível pré-epidémico em Abril, sendo um novo recorde desde o surto da Covid-19 em Macau.

      Já a receita bruta média diária do jogo cifrou-se, em Abril e Maio, em 490 milhões e 500 milhões de patacas respectivamente, o que corresponde a 60% do volume de 2019. Assim, nesse período, foram acumuladas receitas do jogo de quase 65 mil milhões de patacas, o que já atingiu a metade da meta do Governo sobre as receitas brutas do jogo para este ano, de 130 mil milhões de patacas.

      O economista frisou, aliás, que o mercado de trabalho local continuou a melhorar, dado que a taxa de desemprego global diminuiu para 2,8%.

      A Associação Económica de Macau mostrou-se, assim, confiante na forte recuperação de Macau nos próximos meses, estimando que a aproximação e a chegada das férias de Verão vão impulsionar as actividades económicas do território e a “recuperação vai chegar a um nível mais elevado”.

      Segundo o relatório da análise, o optimismo da associação é justificado, principalmente, com o desempenho das actividades turísticas, que melhorou muito desde o início do ano, com o regresso dos visitantes internacionais e excursões turísticas da China Continental.

      “Com a promoção efectiva de políticas e medidas do Governo, as operadoras de resorts integrados estão a introduzir e realizar activamente diversos eventos a grande dimensão de entretenimento, tendo foco na promoção do desenvolvimento de elementos não relacionados ao jogo”, realçou. Prosseguiu que a orientação de desenvolvimento das concessionárias ajuda a “enriquecer a experiência de turismo e lazer dos residentes e dos turistas, aumentando tanto a atracção do turismo em Macau, como a sua competitividade internacional.

      Nesse sentido, está previsto que o índice de prosperidade, que marcou em Maio 5,6 pontos de sete pontos, vai subir para 5,8 pontos em Julho e Agosto, num nível de “estabilidade”. O economista acrescentou que o indicador M2, sendo o principal indicador do índice de prosperidade, representando a vontade de investimento do público no mercado, tem mantido uma tendência de crescimento durante cinco meses consecutivos. “O seu aumento reflecte o aumento da confiança dos investidores no mercado, o que favorece uma melhor recuperação económica”, explicou.

      Joey Lao alertou, por outro lado, que o mercado financeiro mundial vai continuar a enfrentar altas pressões inflacionárias, fazendo com que o mercado permaneça num “estado incerto e instável”. Prevê que as taxas de juros ainda possam subir uma ou duas vezes no segundo semestre deste ano, acreditandoque o ambiente de elevadas taxas de juros se mantenha pelo menos até meados de 2024.