Edição do dia

Quarta-feira, 19 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
29 ° C
29.9 °
28.9 °
94 %
3.6kmh
20 %
Ter
29 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioGrande ChinaFornecedora chinesa da Metro do Porto fabrica veículo ferroviário ‘verde’ para exportação

      Fornecedora chinesa da Metro do Porto fabrica veículo ferroviário ‘verde’ para exportação

       

      A chinesa CRRC Tangshan, fornecedora das novas composições para a rede de metro do Porto, anunciou ontem que está a fabricar o primeiro veículo leve sobre trilhos movido a novas energias para exportação, com destino à Argentina. Cada unidade vai ser equipada com duas baterias de fosfato de ferro de lítio, alimentadas a energia solar e com capacidade de 353 quilowatts por hora, informou a empresa, citada pelo jornal oficial Global Times. A velocidade operacional máxima é de 60 quilómetros por hora e a capacidade de cada composição varia entre 72 e 388 passageiros, dependendo do número de vagões.

      Segundo a CRRC, trata-se do primeiro VLT (veículo leve sobre trilhos) de fabrico chinês a entrar em operação no mercado argentino, como parte de um contrato celebrado entre a empresa e as autoridades da província de Jujuy, em Maio do ano passado.

      Este não é o único projecto da CRRC na Argentina, cujo Governo assinou três memorandos de entendimento com a referida empresa e com a China Railway International Group (CRIG), em Janeiro de 2022, para impulsionar o “plano de modernização do transporte ferroviário” do país.

      Dois anos antes, em Dezembro de 2020, a Argentina assinou acordos com quatro empresas chinesas, num valor total de 4.695 milhões de dólares, para a compra de comboios de passageiros e a execução de obras em linhas ferroviárias de carga.

      A China Railway Rolling Stock Corp Tangshan (CRRC Tangshan), que tem sede na província chinesa de Hebei, entregou, em fevereiro passado, a primeira de 18 novas composições encomendadas pela Metro do Porto.

      As composições vão servir as novas linhas Rosa, no Porto, entre São Bento e a Casa da Música, e o prolongamento da linha Amarela, entre Santo Ovídio e Vila d’Este, em Vila Nova de Gaia, ambas já em construção.

      Fundada em 1881, a CRRC Tangshan é uma empresa chinesa com larga tradição na produção de comboios, comboios de alta velocidade e veículos para metro. É o maior fabricante mundial de material circulante ferroviário, com sede em Pequim e emprega mais de 180 mil trabalhadores. A empresa chinesa está actualmente na corrida ao concurso de aquisição de 117 automotoras para os serviços regional e suburbano da CP – Comboios de Portugal.

      A CRRC Tangshan foi também, em parceria com a francesa Thales, um dos concorrentes derrotados no contrato de aquisição de 42 carruagens e de um novo sistema de sinalização ferroviária para o Metropolitano de Lisboa, atribuído em 2020.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau