Edição do dia

Terça-feira, 25 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
34.3 ° C
34.3 °
34.3 °
77 %
6.1kmh
90 %
Ter
34 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioPolítica"Capacidade das ligações aéreas internacionais ainda está longe do nível de 2019",...

      “Capacidade das ligações aéreas internacionais ainda está longe do nível de 2019”, admite secretário

      Lei Wai Nong assumiu que as ligações aéreas internacionais em Macau ainda são poucas, no entanto, o número de turistas estrangeiros tem estado a aumentar. Na Assembleia Legislativa (AL), o secretário para a Economia e Finanças reiterou o foco do Governo no mercado de turistas internacionais, nomeadamente do Médio Oriente e Índia.

      “A capacidade das ligações aéreas internacionais ainda está longe do nível de 2019, todavia, em Abril, o número médio diário de turistas internacionais recuperou para cerca de um quarto do valor registado em 2019, mantendo uma tendência ascendente”, afirmou ontem Lei Wai Nong na reunião plenária da Assembleia Legislativa (AL). Segundo o secretário para a Economia e Finanças, nos últimos quatro meses foi registado um aumento de 2,7 vezes no número médio diário de visitantes internacionais em Macau, passando de 977 em Janeiro para 3.630 em Abril.

      Na resposta a uma interpelação oral do deputado Ho Ion Sang, que perguntava quais os resultados alcançados pelo Governo no trabalho de atracção de turistas estrangeiros, Lei Wai Nong enumerou as iniciativas das autoridades para o efeito, como, por exemplo, a oferta de viagens por parte da Air Macau – que está agora a estudar a viabilidade de continuar com a oferta de “compre um, receba dois”.

      Durante o debate, o secretário voltou a afirmar a intenção de atrair cada vez mais turistas internacionais, nomeadamente do Médio Oriente e da Índia. “Durante a viagem a Portugal, contactámos com agências de viagens para atrair turistas do Médio Oriente para visitar Macau”, disse Lei Wai Nong, acrescentando: “Pretendemos realizar promoções para atrair turistas do Médio Oriente e da Índia para reforçar trabalhos de promoção turística”.

      Questionado por Ron Lam, o secretário também falou sobre as receitas de jogo produzidas por apostadores estrangeiros. Recorde-se que, à boleia da nova lei do jogo, que entrou em vigor em Junho de 2022, o Governo apresentou um regulamento administrativo relativo à redução ou isenção de contribuições provenientes das receitas brutas do jogo das concessionárias que conseguirem expandir o mercado de clientes de países estrangeiros. Assim, as contribuições equivalentes a 5% das receitas brutas podem ser reduzidas ou as concessionárias que atraírem mais clientes estrangeiros podem mesmo ficar isentas de pagar esta taxa.

      Todavia, Lei Wai Nong disse que ainda não sabe qual a percentagem de receitas geradas por estrangeiros nos casinos locais. “[As concessionárias de jogo] ainda não pediram a redução do pagamento das contribuições, por isso não consigo facultar dados. Ainda não sei quais os dados sobre os jogadores internacionais. Só depois de recebidos os pedidos é que fazemos o estudo”, referiu.

      O secretário garantiu, contudo, que “há um compromisso assumido pelas concessionárias para quantificar os dados de acordo com o seu trabalho na exploração do mercado de turistas estrangeiros” e, depois, o Governo irá confirmar os números das operadoras com base em meios electrónicos não especificados por Lei Wai Nong.