Edição do dia

Terça-feira, 18 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
31.7 ° C
34.8 °
30.9 °
89 %
5.1kmh
40 %
Ter
32 °
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeNegócio de aluguer de carros optimista com reconhecimento de cartas de condução...

      Negócio de aluguer de carros optimista com reconhecimento de cartas de condução entre Macau e China

       

      Responsáveis pelo sector de aluguer automóvel em Macau preveem um crescimento de 10% a 20% do negócio, graças ao acordo de reconhecimento das cartas de condução com a China continental, que entrou em vigor na terça-feira. “Estamos optimistas com este mercado e acreditamos que vai crescer mais do que antes. Com o reconhecimento mútuo das cartas de condução entre o interior da China e Macau deverá haver mais turistas do Continente [chinês] a alugar carros”, começou por dizer à Lusa Rain Lin, administrador do Burgeon Car Rental Service.

      Os detentores de cartas de condução da China continental podem conduzir desde ontem em Macau. Por outro lado, também os residentes permanentes de Macau, incluindo de nacionalidade estrangeira, vão poder conduzir do outro lado da fronteira.

      O reconhecimento das cartas de condução pode “beneficiar diretamente pessoas que viajam e que visitam familiares”, apontou na segunda-feira, em comunicado, o Ministério da Segurança Pública chinês. “O negócio de aluguer de veículos sem motorista normalmente representa 20% dos nossos negócios e esperamos que cresça em torno do mesmo número”, acrescentou Lin.

      Já a Vang Iek Rent-A-Car Service, fundada em 1935, espera um aumento “no máximo de 10%”. “Não chegarão muitos turistas do continente chinês a Macau para conduzir”, admitiu à Lusa o responsável da empresa, Alan Peng.

      Apesar de entenderem que o reconhecimento dos títulos de condução pode aumentar a carteira de clientes, tanto a Burgeon Car como a Vang Iek admitem não terem recebido reservas até à data.

      Por outro lado, caso a procura registe um crescimento significativo, a Burgeon admitiu a possibilidade de importar veículos com volante à esquerda, à semelhança do interior da China onde a condução é feita à direita. Em Macau, conduz-se à esquerda.

      De acordo com dados facultados pela PSP à Lusa, até ao momento 67 pessoas do interior da China receberam permissão para conduzir na região administrativa especial.

      Por sua vez Zhuhai, a cidade vizinha de Macau, disponibiliza 280 quotas diárias, que, de acordo com o jornal ‘online’ Guan Hai Rong, estão esgotadas até sexta-feira. Com este novo acordo de reconhecimento de títulos de condução, assinado a 15 de fevereiro, também residentes de Macau de nacionalidade portuguesa vão poder conduzir na China continental.

      Mais de 2.200 pessoas que vivem em Macau nasceram em Portugal, segundo os resultados finais do Censos 2021. Por outro lado, a última estimativa dada à Lusa pelo Consulado-geral de Portugal na RAEM apontava para mais de 100 mil portadores de passaporte português entre os residentes em Macau e em Hong Kong, sendo que o regime jurídico chinês não reconhece a dupla nacionalidade.

       

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau