Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
27.9 ° C
29.9 °
27.9 °
94 %
4.6kmh
40 %
Dom
28 °
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeUm novo modelo de edifício multifuncional para Macau

      Um novo modelo de edifício multifuncional para Macau

       

      Concebido para o concurso do edifício multifuncional no Pac On, esta proposta do atelier de arquitectura Urban Practice parte de um desafio auto-proposto e de uma ambição: pode um edifício multifuncional ir além da sua função e criar um marco urbano para um novo bairro? 

       

      O projecto situa-se numa zona industrial sub-desenvolvida e marcada por acessos viários, a pequena distância de grandes infraestruturas como o aeroporto de Macau, o terminal marítimo do Pac On e o terminal do metro ligeiro. A Urban Practice respondeu a este desafio encarando o projecto como uma oportunidade para criar um novo modelo para edifícios industriais em Macau, com um design simples, mas expressivo e inovador. A abordagem arquitectónica consegue reduzir o volume aparente e o impacto deste  edifício de grande envergadura, criando uma forma permeável e um volume fragmentado, sem comprometer a eficiência e versatilidade necessárias para este tipo de edifício multifuncional.

       

      O projecto procura dar uma forma arquitectónica inovadora a um programa funcional para albergar funções de armazenamento e escritório. O edifício está dividido em duas áreas principais: a zona de armazém, ocupando o volume central, e a zona de escritórios, virada para o rio. A demarcação entre estas zona é feita por dois elementos estruturantes de circulação vertical para caixa de escadas e elevadores, e um amplo estacionamento automóvel fazendo uma ligação transversal ao nível do pódio.

      Virada para a montanha, a zona de armazém ocupa a maior percentagem do edifício. Com um organização racional, oferece um espaço eficiente e flexível para o albergar programas variados. O bloco de escritórios, voltado para o rio, optimiza a luz natural e a vista, está três volumes três volumes de dois ou três pisos, empilhados dinamicamente, que conferem ao edifício uma escala mais humana e confortável para os seus utilizadores. Os espaços de escritório têm acesso directo a zonas exteriores comuns, cobertas com vegetação, criando zonas de convívio e uma ligação com a natureza que se prolonga da colina adjacente. A vegetação está também presente na fachada da zona de armazem em cada piso, integrada na arquitectura com sistema de rega integrado para água e manutenção. O acesso frontal, aberto para o espaço urbano envolvente, gera um momento urbano, um espaço confortável onde os transeuntes se podem encontrar.

       

      O projecto do edifício multiusos do Pac On desafia as ideias pré-concebidas de edifícios industriais e multifuncionais, que tendem a ser incaracterísticos e com uma volumetria massiva e indiferente ao contexto. O projecto concebe um espaço mais verde e agradável onde os utilizadores aspirem a trabalhar, e explora o potencial de um edifício para gerar um impacto positivo numa área urbana envolvente.

       

       

      Nuno Soares

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau