Edição do dia

Sábado, 22 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
30.9 ° C
31.9 °
30.9 °
79 %
4.1kmh
40 %
Sáb
31 °
Dom
30 °
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeCentro de Estágio, Medicina Desportiva e Bloco Administrativo

      Centro de Estágio, Medicina Desportiva e Bloco Administrativo

       

      O estudo prévio para Centro de Estágio, Medicina Desportiva e Bloco Administrativo, na Taipa, surgiu na continuidade de estar envolvido nos projectos do estádio e da piscina olímpica. Foi desenvolvido entre 1996 e 1999, quando o planeamento do desporto passava da administração portuguesa para o diálogo com as actividades do desporto na China. Ligado ao passado, o programa deste edifício era à escala das pessoas que vivem na Taipa, pequeno para a escala de Macau. Este estudo foi bem substituído pelo enorme Pavilhão Desportivo do COTAI, em conjunto com múltiplos grandes edifícios ligados a todo o tipo de actividades desportivas, com projectos técnicos adjudicados em sistema no qual não tenho sabedoria para conseguir integrar.

      Foi o fim de um modo de projectar ligado a símbolos culturais trazidos pela minha cultura exterior a Macau, interligados com os que aqui encontrei e com respostas rigorosas às funções requeridas pelos clientes, de que são exemplos: antigo centro social com riscas horizontais de um metro de altura localizada na Penha reutilizadas em edifício técnico para a CEM ; casa Chinesa em posto de transformação da CEM; memórias de pequenos puzzles de madeira fabricados na China recriados nos bombeiros da Taipa; superfície de onda na praia localizada na fachada da piscina olímpica; molduras chineses mistura de madeira ortogonal com círculos de pedra recriadas em pontes para peões.

      O volume do projecto era um paralelepípedo com duas fachadas oposta de formato quadrado, uma fachada com padrão de xadrez, a outra fachada com círculos de alvo. A superfície de xadrez era interligada com linhas de geometria que existe em Roma, na Piazza del Campidoglio, desenhada por Michelangelo no século XVI, e a superfície com círculos interligada com linhas de geometria usada em móveis, janelas e porcelanas chinesas chamada “gelo quebrado”.

      O reusar desta geometria chinesa teria paralelo poucos anos depois com a geometria chamada “ninho de pássaro” usada no estádio dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, projecto da parceria dos arquitectos Herzog e Meuron, artista Ai Weiwei, e CADG architect Li Xinggang.

      Continuo a gostar deste projecto e são bem vindos desafios para o seu desenvolvimento e concretização caso o seu conceito possa ser útil ao ser aplicado em funções ligadas a entidade privada ou pública.

       

      Adalberto Tenreiro

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau