Edição do dia

Quarta-feira, 19 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
29 ° C
29.9 °
28.9 °
94 %
3.6kmh
20 %
Ter
29 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioGrande ChinaChina e Angola prometem reforçar cooperação na celebração dos 40 anos das...

      China e Angola prometem reforçar cooperação na celebração dos 40 anos das relações diplomáticas

      O Presidente da China, Xi Jinping, e o Presidente de Angola, João Lourenço, assinalaram ontem o 40.º aniversário das relações diplomáticas, salientando as vantagens para o desenvolvimento económico e a partilha de valores e interesses. “Xi Jinping apontou na sua mensagem que desde o estabelecimento dos laços diplomáticos há 40 anos, China e Angola foram sempre sinceras e amigáveis, trabalharam juntas e perceberam e apoiaram-se mutuamente nas questões envolvendo os seus interesses estratégicos e as principais preocupações”, lê-se num comunicado do Governo chinês. As relações entre os dois países “estão num bom momento de desenvolvimento, e a cooperação bilateral em vários campos tem dado resultados frutuosos, trazendo benefícios tangíveis aos povos dos dois países”, acrescentou o líder chinês no comunicado.

      O presidente do gigante asiático “está pronto para trabalhar com João Lourenço e aproveitar as comemorações do 40.º aniversário para criar uma oportunidade de aprofundar a confiança política mútua, fortalecer a cooperação mutuamente benéfica, melhorar a amizade entre os povos e escrever um novo capítulo no desenvolvimento da robusta parceria estratégica entre os dois países”. No comunicado, o Presidente de Angola é citado como lembrando que o estabelecimento de laços bilaterais contribuiu para o desenvolvimento e que a cooperação mutuamente benéfica em vários setores garantiu grandes feitos, com resultados satisfatórios. Angola, concluiu, quer fortalecer as relações amigáveis e cooperativas com a China, construir um futuro em que ambos ganhem, e atingir progresso comum, prosperidade e desenvolvimento para assegurar mais benefícios para os cidadãos dos dois países.

      O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês chegou ontem a Luanda para uma curta visita integrada no seu roteiro africano e que coincide com a data do início das relações diplomáticas entre China e Angola, há 40 anos. Durante a sua passagem por Luanda, Qin Gang vai visitar a embaixada e o complexo diplomático da China em Luanda e esta sexta-feira irá ao parque tecnológico da Huawei, uma gigantesca estrutura composta por centros de formação e inovação, que custou 60 milhões de dólares e foi inaugurada no ano passado. Nesta sexta-feira, reúne-se com o Presidente angolano, João Lourenço, e com o seu homólogo angolano das Relações Exteriores, Téte António, com que vai avaliar as relações bilaterais, segundo o programa previsto.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau