Edição do dia

Sexta-feira, 19 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.8 ° C
27.9 °
26.5 °
89 %
8.8kmh
40 %
Sex
28 °
Sáb
28 °
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
26 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeRegresso à normalidade da cidade após três anos marcado por fluxo de...

      Regresso à normalidade da cidade após três anos marcado por fluxo de turistas

      No primeiro dia do fim dos testes de ácido nucleico obrigatórios para a entrada de pessoas provenientes do interior da China, da RAEHK e de Taiwan, os postos fronteiriços de Macau registaram mais de 238 mil entradas e saídas. Até às 17 horas de ontem, cerca de 32 mil turistas entraram em Macau. Foram ontem retomadas também as ligações marítimas com Hong Kong, com a chegada do primeiro barco a Macau pela manhã com 130 passageiros. As autoridades revelaram que a venda antecipada de bilhetes no sábado registou 1.500 reservas.

      O território registou ontem o término do período de transição da prevenção e controlo da epidemia, com o relaxamento das medidas restritivas em relação à entrada e trânsito em Macau, considerando-se assim o início do regresso à normalidade do funcionamento da sociedade e da vida da população depois de vários surtos epidémicos durante três anos.

      Foi ontem o primeiro dia do cancelamento das restrições de teste de ácido nucleico na entrada em Macau das pessoas provenientes do interior da China, da RAEHK e de Taiwan, bem como da retoma das ligações marítimas dos passageiros entre Macau e Hong Kong. De acordo com as estatísticas sobre o número de entradas e saídas nos postos fronteiriços, divulgadas pelo Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP), até às 17h00 de ontem, a circulação transfronteiriça do território registou um total de 238.294 entradas e saídas, 52 mil das quais foram efectuadas por visitantes.

      Os dados revelam ainda que Macau registou a entrada de quase 32 mil turistas ontem até ao final de tarde, tendo o volume já ultrapassado o registado na passada época alta de turismo, que contou com 28 mil visitantes na véspera do Ano Novo.

      Entre os diversos postos fronteiriços de Macau, o das Portas do Cerco, que liga Macau e Gongbei da cidade de Zhuhai, foi o mais lotado e acabou por envolver a deslocação de 17 mil turistas. Antes do levantamento das medidas relativas à testagem, segundo noticiou a Rádio Macau em língua chinesa, foram formadas multidões de centenas de pessoas na noite de sábado nas imediações das Portas do Cerco, à espera da passagem para o Continente à meia-noite.

      Já nos postos fronteiriços do Terminal Marítimo da Taipa e da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, sendo destinos das ligações terrestres e marítimas com Hong Kong, o número de passageiros também registou um acréscimo, tendo recebido, respectivamente, mais de dois mil e três mil visitantes.

      A suspensão dos barcos entre Macau e Hong Kong também passou à história, tendo a primeira ligação partido do Terminal Sheung Wan de Hong Kong às 7h30 da manhã de ontem, com mais de 130 passageiros, que chegaram a Macau num barco de lotação de 400 pessoas.

      À chegada, e em declarações aos jornalistas, os turistas da cidade vizinha disseram estar emocionados ao visitar Macau de novo após três anos de pandemia. Em declarações à Rádio Macau em língua chinesa, um passageiro, de apelido Tse, revelou que a primeira coisa a fazer em Macau será apostar no casino do Hotel Lisboa, enquanto outros vão ao encontro de familiares e amigos, ou para aproveitar a gastronomia típica de Macau.

      Segundo as autoridades do território, os serviços competentes programaram vários trabalhos preparativos visando a gestão de migração, inspecção na fronteira e transportes marítimos. A Direcção dos Serviços de Assuntos Marítimos e de Água (DSAMA) avançou que, após a comunicação com as companhias de embarcações, a venda antecipada de bilhetes registada no dia anterior foi de 1.500 reservas.

      “Conforme a experiência, o período auge de transporte marítimo de passageiros entre Hong Kong e Macau costuma ser durante os feriados do Ano Novo Lunar. Estamos em contacto estreito com as companhias, e após a retoma das carreiras irão manter-se atentos à procura e, quando necessário, coordenar com as companhias para aumentar o número das carreiras, bem como ponderar a retoma do serviço das carreiras nocturnas e ainda o aumento de pontos de ligação, tal como o terminal marítimo do Porto Exterior”, afirmou.

      Recorde-se que os serviços de rotas marítimas entre as regiões encontravam-se suspensos desde Fevereiro de 2020, altura em que iniciou o surto epidémico em Macau. No final do mês passado, com o alívio das restrições, as autoridades anunciaram o regresso de barcos de ligação entre Macau e o Aeroporto de Hong Kong.

      Por sua vez, a Direcção dos Serviços de Turismo (DST) adiantou que está a comunicar com as cincos transportadoras de serviços terrestres e marítimos com vista a lançar planos de promoção para residentes de Hong Kong. Será lançado um desconto a meio preço para bilhetes de transporte para turistas que pernoitam em Macau, cujo programa terá um orçamento de 30 milhões de patacas, frisou o subdirector da DST, Cheng Wai Tong.