Edição do dia

Sexta-feira, 19 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.8 ° C
27.9 °
26.5 °
89 %
8.8kmh
40 %
Sex
28 °
Sáb
28 °
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
26 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeVai nascer uma nova escola trilingue em Seac Pai Van

      Vai nascer uma nova escola trilingue em Seac Pai Van

      No próximo ano lectivo, uma nova escola internacional trilingue vai estabelecer-se em Seac Pai Van, junto ao complexo habitacional do One Oasis. A Direcção dos Serviços de Educação e Desenvolvimento da Juventude (DSEDJ) já deu luz verde à Associação do Colégio Sino-Luso Internacional de Macau, cujo representante é Leonel Alves, para usar as instalações em Coloane.

      A Associação do Colégio Sino-Luso Internacional de Macau, cujo representante é Leonel Alves, já tem luz verde da Direcção dos Serviços de Educação e Desenvolvimento da Juventude (DSEDJ) para estabelecer em Seac Pai Van, junto ao complexo habitacional One Oasis, uma escola trilingue.

      Em Boletim Oficial, o Governo informou que a associação irá arrendar as instalações escolares situadas em Coloane, no aterro da Concórdia junto à Estrada de Seac Pai Van, Lote 12A.

      Segundo a DSEDJ, a criação desta nova escola surge “em resposta à procura de educação de várias línguas”. “Macau deve fornecer às escolas elementos curriculares internacionais para enriquecer o conteúdo da educação não terciária, proporcionar aos estudantes escolhas mais diversificadas, e oportunidades de aprendizagem adequadas para cultivar talentos internacionais em linha com a direcção do Governo da RAEM de desenvolvimento de talentos”, lê-se num comunicado divulgado pela DSEDJ.

      Esta nova escola terá, assim, um currículo internacional para o ensino pré-escolar, primário e secundário. A escola adoptará o sistema académico local e utilizará o chinês, português e inglês como principal meio de ensino, com inscrições a partir do ano lectivo 2023/2024, informou a DSEDJ.

      A organização responsável por esta nova escola é a Associação do Colégio Sino-Luso Internacional de Macau, cujo representante é Leonel Alves, antigo deputado à Assembleia Legislativa e actualmente advogado, membro do Conselho Executivo da RAEM e membro da Comissão Nacional da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês, entre outros cargos.

      A associação foi criada em Novembro do ano passado e os seus estatutos, publicados em Boletim Oficial, dizem que tem como finalidade “o desenvolvimento e a administração de colégios internacionais vocacionados para o ensino das línguas e culturas portuguesa, chinesa e inglesa, assumindo as inerentes responsabilidades pedagógicas e financeiras”. A associação também visa a “promoção de valores culturais de Macau” e a “interconexão com instituições que prossigam interesses educativos, culturais e desportivos”.

      O jornal Macau Daily Times avançou, no início do ano, que Rosa Bizarro, docente que estava no Instituto Politécnico de Macau (IPM) e que foi responsável pela criação do primeiro doutoramento da Escola de Línguas e Tradução do IPM, seria a pessoa escolhida para liderar a nova escola.