Edição do dia

Quarta-feira, 17 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
27.5 ° C
29.8 °
26.9 °
94 %
3.1kmh
40 %
Qua
28 °
Qui
28 °
Sex
28 °
Sáb
28 °
Dom
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaInstituto Cultural instituirá prémios no âmbito do património cultural

      Instituto Cultural instituirá prémios no âmbito do património cultural

      A ideia foi avançada e debatida durante a sexta Reunião Plenária Ordinária do Conselho do Património Cultural. Os prémios surgem no âmbito de projectos arquitectónicos, conservação e restauro, salvaguarda do património cultural intangível e valorização do património cultural. Trabalhos relacionados com as Ruínas de São Paulo e com a Igreja de Santo António também foram discutidos.

      A fim de distinguir contributos relevantes da indústria e da sociedade na salvaguarda do património cultural, o Instituto Cultural (IC) anunciou que irá instituir os prémios no âmbito de projectos arquitectónicos, conservação e restauro do património cultural, salvaguarda do património cultural intangível e valorização do património cultural.

      A ideia foi avançada e discutida durante a sexta Reunião Plenária Ordinária do Conselho do Património Cultural que teve lugar na passada terça-feira.

      Durante a reunião, o IC consultou os pareceres dos membros do Conselho sobre a ideia preliminar da composição do conselho de avaliação dos prémios acima referidos, os critérios de avaliação, o conteúdo dos prémios, a periodicidade de entrega dos prémios e o procedimento de inscrição, entre outros.

      Os conselheiros, refere o comunicado, “concordam com o sistema de prémios que pode promover a salvaguarda do património cultural de Macau, permitindo que as pessoas envolvidas na salvaguarda do património cultural sejam elogiadas e encorajadas de várias formas”. Ao mesmo tempo, o Conselho apresentou “várias opiniões valiosas sobre a classificação dos prémios, objectos de entrega dos prémios, modalidades de nomeação e critérios exigidas, entre outros”, pelo que agora, o IC prometeu que “irá aprofundar a instituição dos prémios, tendo como referência os pareceres apresentados pelos conselheiros”

      No mesmo encontro, presidido pela presidente substituta do Conselho do Património Cultural e presidente do Instituto Cultural, Leong Wai Man, a ordem de trabalhos incluiu ainda a apresentação dos trabalhos de recomendação e candidatura ao 6.º Lote de Transmissores Representativos das Manifestações do Património Cultural Imaterial Nacional da China, a apresentação da Exposição de Realidade Virtual nas Ruínas de São Paulo e a apresentação dos trabalhos de reparação da cobertura da Igreja de Santo António.

      No que aos trabalhos de recomendação e candidatura ao 6.º Lote de Transmissores Representativos das Manifestações do Património Cultural Imaterial Nacional da China diz respeito, o Ministério da Cultura e Turismo da República Popular da China está, neste momento, a realizar os “trabalhos de recomendação e candidatura”, sendo que Macau “pode recomendar pessoas qualificadas para participar na candidatura”. “Neste processo de candidatura, a entidade de salvaguarda das Tradições Populares (Crença e Costumes de Tou Tei), Associação de “Cheok Chai Un Fok Tak Chi Tou Tei Mio Chek Lei Wui” de Macau e a entidade de salvaguarda do Teatro em Patuá, Dóci Papiaçám Di Macau submeteram ao IC os materiais de candidatura dos transmissores”, refere o mesmo comunicado do IC que, acrescenta que a entidade “está em contacto estreito com as unidades de salvaguarda, apresentando os materiais de candidatura exigidos pelo Ministério da Cultura e Turismo e trabalhando em conjunto para a transmissão do Património Cultural Imaterial. Actualmente, Macau tem já 11 itens incluídos na Lista representativa de itens do Património Cultural Imaterial Nacional da China, dos quais sete itens representativos concluíram a candidatura aos Transmissores Representativos”.

      No que concerne a permitir que residentes e turistas tenham uma percepção completa sobre a imagem original da Igreja da Madre de Deus no Colégio de São Paulo, o IC referiu que, “através de um aprofundamento do seu significado cultural, combinando os resultados da pesquisa efectuada com a aplicação de tecnologias digitais, reconstruiu a imagem original da Igreja e utilizou tecnologias digitais como realidade aumentada e realidade virtual para produzir uma exposição de realidade virtual nas Ruínas de São Paulo”. “A primeira fase dos trabalhos está quase concluída e está prevista a inauguração de um espaço de experiência prioritário para residentes e turistas no final deste ano”, garantiu a entidade pública que ouviu do Conselho “a sua concordância em relação à exposição acima referida”.

      Por fim, o IC apresentou ainda os trabalhos de apoio ao restauro da Igreja de Santo António, que duram há meses, explicando que, durante uma vistoria, “foram descobertas fissuras na base estrutural do interior da cobertura do imóvel, erosão por formiga branca e infiltrações de água, tendo já iniciado obras de restauro”.