Edição do dia

Terça-feira, 7 de Fevereiro, 2023
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
17.9 ° C
19.9 °
17.9 °
94 %
1kmh
40 %
Seg
20 °
Ter
22 °
Qua
19 °
Qui
20 °
Sex
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Economia Receitas dos casinos caem 23%. Queda é de 89% em comparação com...

      Receitas dos casinos caem 23%. Queda é de 89% em comparação com níveis de 2019

      A Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos (DICJ) anunciou ontem que as receitas do sector do jogo no mês de Novembro foram de quase três mil milhões de patacas. Isto revela uma queda de 23% em comparação com os 3,9 mil milhões de Outubro. Fazendo a comparação com o mês de Novembro de 2019 – antes da pandemia – a queda é mais significativa: 89%.

      A receita bruta relativa aos jogos de fortuna ou azar, durante o mês de Novembro, roça os três mil milhões de patacas, anunciou ontem a Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos (DICJ). A cifra reflecte um decréscimo de 23% em comparação com os 3,9 mil milhões de Outubro.

      Comparativamente ao mês de Novembro do ano passado, a queda é de 55,6%. Na altura, os casinos tinham conseguido receitas na ordem dos 6,7 mil milhões de patacas. Já em comparação com Novembro de 2019 – altura em que ainda não havia pandemia nem restrições associadas – a diminuição de receitas é mais significativa. Na altura, os casinos tinham conseguido um total de 22,8 mil milhões de patacas, ou seja, os resultados do último mês são inferiores em 89% face a 2019.

      Em termos acumulados, ao longo dos primeiros 11 meses deste ano, os casinos conseguiram 38,7 mil milhões de patacas, menos 50,9% do que os 78,9 mil milhões de patacas dos primeiros 11 meses de 2021. Recorde-se que, entre Janeiro e Novembro de 2019, os casinos tinham obtido receitas de 269,6 mil milhões de patacas. A queda cumulativa este ano, face aos primeiros 11 meses de 2019, é de mais de 85%.

      O resultado deste mês é a primeira queda nas receitas de jogo desde Julho. Nesse mês, os resultados bateram os recordes negativos, com apenas 398 milhões de patacas, devido ao confinamento imposto pelo Governo depois de terem sido diagnosticados casos de Covid-19 na comunidade. A partir daí, as receitas subiram para 2,1 mil milhões de patacas em Agosto, 2,9 mil milhões em Setembro e 3,9 mil milhões em Outubro.

      Os resultados surgem após ter sido conhecida a decisão da comissão  do concurso público para a atribuição de concessões para a exploração de jogos de fortuna ou azar, que renovou as concessões das actuais operadoras – MGM Grand Paradise, Galaxy Casino, Venetian Macau, Melco Resorts Macau, Wynn Resorts Macau e SJM Resorts – por mais dez anos, deixando de fora a GMM, que ainda não tem presença no território.

      André Cheong, presidente da comissão do concurso e também secretário para a Administração e Justiça, justificou a escolha com as garantias que, no entender das autoridades, as seis incumbentes apresentam, ao nível do emprego local, da expansão para mercados estrangeiros e da exploração do segmento não-jogo. Nas negociações, o Governo tinha exigido às sociedades interessadas uma forte aposta no segmento não-jogo, através de investimento em actividades culturais, artísticas e desportivas, por exemplo. No total, o Executivo terá pedido às operadoras um investimento total na ordem dos 100 mil milhões de patacas. Os novos contratos entrarão em vigor no dia 1 de Janeiro de 2023.