Edição do dia

Terça-feira, 7 de Fevereiro, 2023
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
17.9 ° C
19.9 °
17.9 °
94 %
1kmh
40 %
Ter
22 °
Qua
19 °
Qui
20 °
Sex
20 °
Sáb
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Cultura Macau Kitchen considerado o melhor restaurante asiático de fusão da Escócia

      Macau Kitchen considerado o melhor restaurante asiático de fusão da Escócia

      A cereja no topo do bolo para o restaurante localizado na capital da escocesa. Ao PONTO FINAL, o co-proprietário do espaço, Kel de Freitas, revelou estar “nas nuvens” com a distinção, a mais importante do país. “A cozinha luso-asiática ganhou reconhecimento nacional, na Escócia. É a cozinha de fusão mais antiga do mundo. Que grande emoção”.

      O restaurante de cozinha macaense Macau Kitchen, localizado em Edimburgo, na Escócia, arrecadou, esta segunda-feira, o prémio de Melhor Restaurante Asiático de Fusão depois de ter sido ser nomeado finalista, em Outubro, na edição deste ano do The Scottish Asian Food Awards.

      Se a fasquia já estava elevada com a nomeação, agora, considera o co-proprietário de estabelecimento, o chef Kel de Freitas, a responsabilidade é ainda maior. “Estamos muito felizes. Este tem sido um ano louco com três nomeações e dois prémios ganhos. Agora, com o galardão arrecadado no The Scottish Asian Food Awards, a coisa ainda se torna mais séria. Este prémio coloca-nos no mapa de toda a Escócia. Sentimos que, finalmente, todos os esforços e sacrifícios começam a ser reconhecidos”, afirmou.

      A organização anunciou os vencedores da terceira edição dos prémios numa cerimónia realizada no hotel Marriott Hotel em Glasgow. Trata-se de um evento que “celebra as conquistas de empresas e indivíduos que conectam comunidades através da alimentação e da cultura”, pode ler-se no comunicado de imprensa divulgado entretanto pela Oceanic Consulting, organizadora do evento. “Gostaríamos de dar os parabéns a todos os vencedores e finalistas do Scottish Asian Food Awards de 2022. A edição deste ano, mais uma vez, serve para homenagear todas as variedades da culinária asiática em toda a Escócia e estamos orgulhosos de homenagear e celebrar isso”.

      Aos 49 anos, Kel de Freitas confessa que, “apesar de a esperança ser a última a morrer”, não seria fácil arrecadar o prémio, mas aconteceu. “É, de facto, uma boa notícia. Somos o primeiro restaurante de gastronomia macaense a ser premiado com o prémio de melhor restaurante do ano na Escócia, na categoria de cozinha de fusão. O mais importante neste momento, e que gostaria de ressalvar, é que esta cozinha, com mais de 400 anos, esta directamente ligada a Portugal. É o património da gastronomia portuguesa deixada na Ásia, não só em Macau, mas noutros pontos como Goa ou Malaca”, sublinhou o cozinheiro.

      Ao PONTO FINAL, o moçambicano criado na cidade do Porto, mas fora de Portugal há mais de 25 anos, confessou que esta distinção traz bons ventos para o Macau Kitchen. “Ser o restaurante do ano torna-nos uma boa representação da nossa nossa história e relação. A cozinha luso-asiática ganhou reconhecimento nacional, na Escócia. É a cozinha de fusão mais antiga do mundo. Que grande emoção”.

      O restaurante Macau Kitchen, propriedade do casal Kei de Freitas e Hoeyyn Ngu, abriu portas em 2019 e foi fortemente impactado pela pandemia de Covid-19. Em Setembro, foi considerado o Melhor Restaurante de “World Food” pelo jornal Edinburgh Evening News, um dos mais prestigiados na Escócia.

      Recorde-se que Macau foi designada como Cidade Criativa da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) na área da gastronomia, em 2017, reconhecendo-se que a cozinha macaense contribui para o desenvolvimento sustentável do território, sendo considerada uma das mais antigas de fusão.