Edição do dia

Terça-feira, 18 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
29 ° C
29.9 °
28.9 °
94 %
4.1kmh
40 %
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaDST quer expandir mercados de visitantes estrangeiros em 2023

      DST quer expandir mercados de visitantes estrangeiros em 2023

      O secretário para a Economia e Finanças esteve presente na reunião plenária do Conselho para o Desenvolvimento Turístico e salientou que o regresso das excursões e dos vistos electrónicos terão um papel importante para a recuperação económica de Macau. A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) indicou também que, no próximo ano, quer expandir os mercados de visitantes estrangeiros.

      Realizou-se ontem a segunda reunião plenária de 2022 do Conselho para o Desenvolvimento Turístico. A reunião foi presidida por Lei Wai Nong, secretário para a Economia e Finanças, que destacou o papel da retoma dos vistos electrónicos e o regresso das excursões turísticas do continente para a recuperação económica de Macau.

      O secretário salientou, citado no comunicado de imprensa após a reunião, que estas são “medidas importantes do Governo Central para o apoio à recuperação económica de Macau” e disse esperar “que o sector turístico possa aproveitar esta oportunidade para criar um ambiente favorável para os visitantes do interior da China visitarem Macau, prestar serviços de alta qualidade e desempenhar um papel importante na atracção de visitantes”.

      As autoridades anunciaram recentemente o regresso de turistas de quatro províncias e um município: Guangdong, Zhejiang, Jiangsu, Fujian e Xangai. A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) indicou na reunião que irá “reforçar a promoção turística” no âmbito desse programa.

      Para acelerar a recuperação da indústria turística, a DST definiu o rumo dos trabalhos prioritários para 2023. Para além de consolidar o mercado do interior da China, consoante a implementação de medidas de relaxamento na passagem fronteiriça, a DST garante que irá tentar expandir os mercados de visitantes estrangeiros.

      Assim, os trabalhos da DST incluem: recorrer a várias formas para atrair visitantes e prolongar a sua estadia em Macau; desenvolver os trabalhos de exploração dos mercados de visitantes estrangeiros; promover o desenvolvimento da integração intersectorial turismo +; dinamizar a economia dos bairros comunitários; participar na construção da Grande Baía e da Zona de Cooperação Aprofundada, entre outros.

      A promoção de rua itinerante “Sentir Macau, Sem Limites” continuará a visitar as cidades da Grande Baía e a DST diz que vai também divulgar junto de grupos-alvo as mais recentes medidas de entrada em Macau, fornecer informações turísticas e ofertas de viagens turísticas para a região, para aumentar a vontade dos grupos de visitantes alvo em visitar o território.

      No comunicado, as autoridades dizem ainda que, em Dezembro, serão realizados dois grandes eventos: “Iluminar Macau 2022” e, em cooperação com várias entidades, haverá um novo evento “Crunch and Munch Fair in Macao – Fiesta for Five”. Estes eventos, dizem as autoridades, realizam-se com vista a “enriquecer os elementos ‘turismo +’ e estimular o consumo turístico, prolongando a estadia dos visitantes em Macau.