Edição do dia

Quarta-feira, 7 de Dezembro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
15.9 ° C
17.1 °
15.9 °
77 %
8.2kmh
20 %
Qua
20 °
Qui
21 °
Sex
22 °
Sáb
22 °
Dom
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Cultura Cabeleireiro fotógrafo Nino Bartolo expõe glamour dos cabelos

      Cabeleireiro fotógrafo Nino Bartolo expõe glamour dos cabelos

      Um total de nove fotografias e duas esculturas fazem parte da proposta do macaense Nino Bartolo para as paredes do Taipa Village Living Space. O autor considera que ser cabeleireiro e fotógrafo foi das melhores coisas que lhe podiam ter acontecido na vida. “Fui treinado para ter olho para a beleza”, afirmou ao PONTO FINAL.

      A Associação Cultural da Vila da Taipa (Taipa Village, na sigla inglesa) apresenta hoje, pelas 17h30, no Taipa Village Living Space, “Vision Through My Eyes”, uma mostra fotográfica composta por nove imagens e duas esculturas da autoria de Nino Bartolo, cabeleireiro e fotógrafo nascido em Macau, e de ascendência portuguesa. A exposição fica patente durante um mês.

      Ao PONTO FINAL, o autor confidenciou estar ansioso pela abertura da exposição logo, ao final da tarde, na vila da Taipa. Cabeleireiro de profissão, ou melhor: estilista de cabelos, Nino Bartolo é igualmente fotógrafo. E essa mistura em volta dos cabelos é o mote para a mostra. “Esta exposição representa o estilo dos meus cortes de cabelo, penteados e fotografia que fiz no passado. Combinando todos os elementos – maquilhagem, corte de cabelo ou penteado, roupas, poses e iluminação -, tudo para criar uma obra de arte”, referiu.

      E como é ser cabeleireiro e fotógrafo ao mesmo tempo, procurámos saber. O autor admite que ser cabeleireiro “é muito gratificante e emocionante”. “Principalmente quando querem ou precisam uma mudança total”, notou, contando uma história em seguida. “Quando estava a trabalhar em Londres, tive muitas oportunidades de fazer penteados em ensaios fotográficos para revistas, então aos poucos fui-me viciando em fotografia e decidi estudar fotografia em Londres. Ser cabeleireiro e fotógrafo é fazer a coisa certa na hora certa e capturar a beleza da pessoa. Fui treinado para ter olho para a beleza”, enfatizou.

      Nino revelou ao nosso jornal que teve a sorte de ter trabalhado com pessoas “muito talentosas” no passado e isso deu-lhe outra bagagem. Agora, também ensina a outros. “Depois de ter os conhecimentos de cabeleireiro e fotografia, decidi partilhar a minha experiência com pessoas que desejam aprimorar as suas técnicas. Ser professor é fascinante. Não gosto muito que os alunos me chamem de professor, porque dizer isso me coloca acima deles. Ensinar para mim não é sobre o poder de controlá-los, ensinar é partilhar conhecimento e esperar que eles possam ser melhores que eu”, sublinhou.

      O cabeleireiro fotógrafo mostra-se agradecido com o convite que a organização lhe endereçou para expor no Taipa Village Living Space. “Estou muito honrado pela abordagem do João Ó [curador] perguntando-me se estaria interessado em fazer uma exposição. Depois desta primeira exposição individual na minha terra, espero, no futuro, mais oportunidades para partilhar o meu trabalho e mais oportunidades para criar fotografias deslumbrantes”, rematou.

      UMA NOVA ERA NO TAIPA VILLAGE SPACE

      O curador João Ó escreveu no manifesto da exposição que a exposição de Bartolo pode ser vista como o início de uma nova série de exposições no Taipa Village Living Space que tenta unir indústria e arte, apresentando indivíduos talentosos que unem, em uníssono, competências profissionais e paixão pelas artes. Neste caso particular, ambos os caminhos – cabeleireiro e fotografia felizmente cruzaram-se em algum momento e lugar e foram desenvolvidos simultaneamente ao longo dos anos, resultando num corpo de trabalho veiculado através da fotografia de moda”, considerou.

      João Ó acredita ainda que muitas das fotografias apresentadas nesta exposição são uma mistura do talento de Bartolo como fotógrafo e cabeleireiro. Modéstia à parte, reconhecemos que raros encontros com certas pessoas impulsionam grandes conversas combinadas com pensamento criativo. É o caso de Bartolo, que é movido por ideias e não está preso à rotina diária. Embora ele seja um homem de poucas palavras, ele é uma pessoa prática que prospera em manipular cabelos humanos indomáveis.

      Nino Bartolo é cabeleireiro por profissão e fotógrafo de moda por paixão. Nascido e criado em Macau, é descendente de portugueses. Trabalhou para várias marcas internacionais, incluindo a Sassoon Academy e a empresa de educação capilar Allilon em Londres, e actuou como director criativo na Debut Hair Academy & Salon em Xangai, na China continental. Em 2017, fundou a Code 17, uma marca de cabeleireiro e educação em fotografia. ao longo da qual ganhou vários concursos na Ásia.