Edição do dia

Quarta-feira, 17 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
27.5 ° C
29.8 °
26.9 °
94 %
3.1kmh
40 %
Qua
28 °
Qui
28 °
Sex
28 °
Sáb
28 °
Dom
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaDepósitos bancários nos bancos de Macau em queda. Endividamento aumenta

      Depósitos bancários nos bancos de Macau em queda. Endividamento aumenta

      De acordo com as estatísticas monetárias e financeiras do mês de Setembro publicadas, na passada sexta-feira, pela Autoridade Monetária de Macau (AMCM), os depósitos de residentes e não residentes diminuíram relativamente ao mês anterior. A massa monetária também desceu em Setembro, mas os empréstimos de residentes aumentaram.

      Os depósitos de residentes decresceram 1,4% em comparação com o mês anterior, tendo atingido 659,4 mil milhões de patacas. Já os depósitos de não-residentes decresceram 9%, tendo atingido 315,7 mil milhões. Por enquanto, os depósitos do sector público na actividade bancária decresceram para 251,8 mil milhões, representando um decréscimo de 4%. Como resultado, o total dos depósitos da actividade bancária registou uma queda de 4% quando comparado com o mês anterior, tendo atingido 1.226,8 mil milhões.

      No mesmo período, os empréstimos internos ao sector privado cresceram 0,5% em relação ao mês anterior, tendo atingido 567 mil milhões. Da análise do crédito pelo uso económico, resulta que no terceiro trimestre, os empréstimos bancários relacionados com “transporte, armazéns e comunicações” e “restaurantes, hotéis e similares” aumentaram 15,4% e 5,1%, respectivamente quando comparado com o trimestre anterior. Os empréstimos concedidos ao sector da “construção e obras públicas” registaram decréscimo de 1,9%. Por outro lado, os empréstimos ao exterior decresceram 1,1%, tendo atingido 741,4 mil milhões. Como resultado, os empréstimos ao sector privado decresceram 0,4% em relação ao mês anterior, tendo atingido 1.308,4 mil milhões de patacas

      Quando comparado com o mês anterior, a circulação monetária e os depósitos à ordem decresceram 2,4% e 5,5%, respectivamente.

      No final de Setembro, o rácio empréstimos/depósitos de residentes cresceu do nível de 60,6% registado no final de Agosto para o nível de 62,2%. Por enquanto, o volume que incluiu o rácio empréstimos/depósitos de não-residentes cresceu do nível de 102,8% para o nível de 106,6%. Os activos correntes a calcular com base nos períodos de um mês e três meses contra os passivos situaram-se em 63,1% e 58,8%, respectivamente. Além disso, o rácio de crédito vencido cresceu do nível de 0,94% registado no final de Agosto para o nível de 1,11%.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau