Edição do dia

Quarta-feira, 19 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
30.9 ° C
32.9 °
30.9 °
84 %
5.1kmh
40 %
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °
Dom
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaFestival Internacional de Curtas de Macau anuncia selecção oficial

      Festival Internacional de Curtas de Macau anuncia selecção oficial

      De 1 a 8 de Dezembro haverá mais de 30 sessões de filmes de ficção, documentário, animação e vídeos musicais, num total de 129 filmes e vídeos musicais. Os vencedores da selecção oficial são anunciados no dia 8 de Dezembro, cujo total de prémios em dinheiro corresponde a  84 mil patacas. Um dado curioso que se saúda: entre os 111 filmes seleccionados, 32 são realizados por mulheres. Espanha é o país mais representativo com 13 filmes. A região de Macau aparece com 11 projectos, enquanto China e Portugal surgem com quatro cada. Taiwan, Brasil, a região de Hong Kong, EUA, Kosovo ou França, entre muitas outras paragens, também marcarão presença no evento que acontece no Teatro Capitol.

      O Festival Internacional de Curtas de Macau, a ter lugar entre os dias 1 e 8 de Dezembro, no Teatro Capitol, anunciou esta semana a sua selecção oficial. Haverá mais de 30 sessões de filmes de ficção, documentário, animação e vídeos musicais, num total de 129 filmes e vídeos musicais, referiu a organização em nota de imprensa. “O Festival Internacional de Curtas de Macau oferece aos apaixonados pelo cinema as mais recentes ficções, documentários e animações mundiais”, referiu a directora do evento, Lúcia Lemos, citada pela mesma nota de imprensa.

      De acordo com o mesmo anúncio, vários países submeteram um total de 4.172 curtas e 123 vídeo musicais às competições Internacionais ‘Shorts’ e ‘Volume’ na edição do festival deste ano. “Este festival, que se realiza anualmente, permite difundir o conhecimento de novas técnicas, partilha outras realidades e aproxima realizadores e outros profissionais para futuras parcerias”, acrescentou a responsável.

      Todos os anos o festival mostra a tendência da evolução de realizadoras na indústria cinematográfica mundialmente. Este ano há um dado curioso que se saúda: entre os 111 filmes seleccionados, 32 são realizados por mulheres.  

      Espanha é o país que mais trabalhos terá na selecção oficial do festival de curtas, com 13 filmes. Seguem-se Macau (11), França (10), Polónia (8), Alemanha (7), Rússia (6), Irão (5), China (4), Portugal (4), Itália (3), Taiwan (3), Reino Unido (3), e ainda, Austrália, Brasil, Hong Kong, Lituânia, Macedónia, México, Noruega, Suécia, Albânia, Áustria, Canadá, Dinamarca, Estónia, Finlândia, Geórgia, Hungria, Índia, Cazaquistão, Coreiado Sul, Kosovo, Nepal, Filipinas, Suíça, Ucrânia, EUA e Vietname, todos com um filme no festival.

      Os vencedores da selecção oficial serão anunciados no dia 8 de Dezembro, cujo total de prémios em dinheiro corresponde a 84 mil patacas. Assim, a organização atribuirá os seguintes prémios:  SHORTS: Melhor Filme do Festival, Melhor Ficção, Melhor Documentário, Melhor Animação, Melhor Entrada Local, Identidade Cultural de Macau, Melhor Filme do Público; VOLUME: Melhor Vídeo Musical. PRÉMIOS DE PRESTÍGIO SHORTS: Melhor Realizador, Melhor Cinematografia, Melhor Música, Melhor Design de Som, Melhor Edição,  Melhor Efeitos Visuais; VOLUME: Melhor Canção e Melhor Efeitos Visuais.

      O júri, composto por João Francisco Pinto, Lok Kong, Detsky Graffam, Julien Dykmans, Ray Granlund, DmytroSukholytkyy-Sobchuk, Emanuele Daga, Jan-David Bolt, Marcus Hanisch, Ryan William Harris, Simon Panay, Suki e Vincent Hoi, e cuja biografia está disponível no site oficial do evento, atribuirá ainda dois prémios diferenciados: Melhor Entrada Local (melhor filme realizado por alguém estabelecido em Macau) e Identidade Cultural de Macau (melhor filme que inclui os valores da cultura, religião, crenças, línguas, arquitectura, gastronomia e outras singularidades de Macau).

      Mas o festival não é apenas estar-se fechado num anfiteatro. Para além das curtas e vídeos musicais da selecção oficial, o evento apresenta ainda dois masterclasses e quatrosessões de filmes convidados denominadas Cinema expandido”. Os convidados das masterclasses são profissionais da indústria cinematográfica e televisão que aproveitarão parapartilhar experiências na realização de filmes. O público-alvo inclui cineastas, empresários criativos, artistas audiovisuais, jornalistas, estudantes de cinema e entusiastas. O ‘Cinema expandido’ abre janelas de histórias da Ásia, incorporando a realidade de contextos históricos, geográficos, sociais e outros tópicos. Os filmes convidados são provenientes do Camboja, China, Hong Kong, Indonésia, Japão, Cazaquistão, Macau e Taipé”, refere a organização.

      O evento é organizado pelo Creative Macau – Centro de Indústrias Criativas e pelo Instituto de Estudos Europeus de Macau (IEEM), com o subsídio apoio do Fundo de Desenvolvimento Cultura da Cultura do Governo da RAEM.

      Desde 2010, e ao longo de 13 anos, o festival apresentou mais de 700 filmes o que deveras ilustra, inequivocamente, a evolução da indústria cinematográfica independente. A programação definitiva do festival, estará disponível no website a partir de 7 de Novembro no link www.MacauInternationalShortFilmFestival.com.