Edição do dia

Terça-feira, 18 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
30.6 ° C
33.2 °
29.9 °
89 %
4.6kmh
40 %
Ter
31 °
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioPolíticaChina volta a emitir vistos electrónicos para Macau

      China volta a emitir vistos electrónicos para Macau

      A China vai voltar a emitir, a partir de hoje, vistos electrónicos para visitas a Macau, anunciou ontem a Administração de Imigração chinesa (NIA, na sigla em inglês). Os vistos electrónicos estavam suspensos desde o início de 2020.

      Desde o início da pandemia, o Governo Central chinês suspendeu as viagens em grupo e a emissão de vistos para turistas individuais com destino a Macau, para prevenir surtos de Covid-19. Agora, mais de dois anos depois, Pequim volta a emitir os vistos electrónicos para visitas a Macau.

      A Administração de Imigração chinesa (NIA, na sigla em inglês) sublinhou, em comunicado, que a retoma pretende “conciliar de forma eficiente a prevenção e controlo da pandemia com o desenvolvimento económico e social”.

      A emissão de vistos electrónicos para visitas a Macau vai estar disponível para todos os chineses, com excepção dos que vivem em áreas consideradas de médio ou elevado risco de contágio pela Covid-19, acrescentou.

      O presidente da Associação de Indústria Turística de Macau disse à Lusa esperar que, a médio prazo, a retoma leve a um aumento substancial do número de visitantes. Andy Wu Keng Kuong disse acreditar que os turistas chineses continuam a ver o território como um destino seguro, apesar de a cidade ter detectado oito casos de Covid-19 desde quarta-feira passada.

      Esses casos fizeram com que, no domingo, as autoridades de Macau tivessem anunciado o encerramento do MGM Cotai, incluindo o casino, hotéis, lojas e restaurantes, uma vez que uma das mulheres infectadas é ‘croupier’ do casino do ‘resort’.

      O Chefe do Executivo tinha previsto a retoma da emissão de vistos electrónicos, juntamente com o recomeço das excursões organizadas, até final de Novembro. No domingo, a directora do Departamento de Comunicação e Relações Externas da Direção de Serviços de Turismo, Lau Fong Chi, tinha garantido à imprensa que o recomeço das excursões organizadas não ia ser afectado pelos recentes casos de Covid-19.

      ITINERÁRIOS REDESENHADOS

      Os itinerários das excursões deverão ser alterados, indicou um representante de uma agência de viagens local ao portal GGRAsia. O objectivo será fazer com que os visitantes fiquem mais tempo em Macau, gerando mais valor para as pequenas e médias empresas. Recorde-se que o Governo anunciou o regresso das excursões das províncias de Fujian, Guangdong, Zhejiang e da cidade de Xangai.

      Antes da detecção de casos de Covid-19 em Macau, Wong Fai, presidente da Associação de Inovação dos Serviços de Turismo de Lazer de Macau, explicou ao GGRAsia que o reinício das excursões de grupo seria uma oportunidade para Macau subir na cadeia de valor nesse segmento.

      “Para os visitantes do pacote turístico de Guangdong, a concepção [das agências de viagens locais] para o seu itinerário inclui geralmente uma estadia que vai de duas a quatro noites”, afirmou, recordando que antes da pandemia as agências organizavam normalmente viagens incluindo Macau e Hong Kong, sendo que a maioria dos visitantes ficavam pouco tempo no território e não ficavam hospedados na região.

      “Os produtos serão apresentados de forma a que os visitantes possam aproveitar melhor a cidade, e, por sua vez, ajudar as indústrias locais e outras pequenas e médias empresas da nossa comunidade”, afirmou o responsável.

      Governo agradece a Pequim retoma de vistos electrónicos de visita a Macau

      A Administração Nacional de Imigração da República Popular da China anunciou ontem o lançamento, a partir de 1 de Novembro, de equipamentos inteligentes, nos balcões de migração dos órgãos de segurança pública em todo o país, para o tratamento de vistos electrónicos. O Chefe do Executivo, em nome do Governo da RAEM, agradeceu a Pequim a retoma dos vistos electrónicos. Ho Iat Seng afirmou que, “as medidas benéficas a Macau permitem facilitar ainda mais no requerimento de vistos electrónicos de visita a Macau e, contribuir para o desenvolvimento do sector de turismo e para a retoma da economia de Macau”. Referiu que, tendo em conta o impacto significativo que a situação pandémica trouxe para a economia local, “o Governo da RAEM encontra-se a promover, de forma empenhada, os trabalhos de recuperação, tendo lançado uma série de políticas e medidas entre as quais está o impulsionamento do aumento do fluxo de visitantes a Macau”. “A retoma de vistos electrónicos de visita a Macau do Interior da China e de grupos de excursão turística de ‘quatro províncias e uma cidade’ constituem, precisamente, uma importante força motriz de recuperação económica local”, pode ler-se numa nota de imprensa do Gabinete de Comunicação Social (GCS) divulgada ontem.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau