Edição do dia

Sábado, 20 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
trovoada com chuva
26.9 ° C
26.9 °
24.9 °
89 %
2.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
27 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioDesportoLei Chan U pede divulgação do plano de reconstrução das instalações desportivas...

      Lei Chan U pede divulgação do plano de reconstrução das instalações desportivas no Canídromo

      O problema da falta de instalações e espaços desportivos está a preocupar Lei Chan U. Numa interpelação escrita, o deputado insta as autoridades a explicar o planeamento final e progresso da reconstrução do Canídromo, que está previsto sertransformado num parque desportivo na zona Norte da cidade. O também vice-presidente da FAOM pede também mais recursos para atender às necessidades da sociedade sobre a procura de espaços desportivos.

       

      Numa interpelação escrita apresentada ao Executivo, o deputado à Assembleia Legislativa Lei Chan U manifestou-se atento à carência de espaços desportivos em Macau e solicitou que as autoridades divulguem ao público o mais rápido possível o progresso e o planeamento da reconstrução do Canídromo.

      O deputado ligado à Federação das Associações dos Operários de Macau (FAOM) notou que tem existido nos últimos anos uma crescente procura de instalações e espaçosdesportivos na sociedade graças à conscientização dos residentes sobre a importância do desporto e condição física.

      “Embora o Governo continue a criar espaços desportivos para os cidadãos através de diferentes meios, como a construção e remodelação das infra-estruturas existentes e a cooperação com as associações e escolas para se juntarem àRede das Instalações Desportivas Públicas do Instituto do Desporto, abrindo instalações desportivas para uso dos residentes, ainda não é suficiente face às necessidades sociais”, salientou.

      Lei Chan U destacou que, de acordo com um inquérito conduzido anteriormente por uma associação, os residentes entrevistados referiram acreditar que existe uma “competição” na comunidade relativamente aos recursos de instalações entre os interessados em desporto de massa e desporto competitivo, sendo que a disponibilidade dos espaços é “escassa”.

      As autoridades reservaram, segundo Lei Chan U, uma parte do terreno da Zona A dos Novos Aterros para a construção de infra-estruturas dedicadas ao desporto e ao treino físico, mas também revelaram que planeiam transformar o Canídromo num parque desportivo para a zona Norte. “No entanto, os planos relevantes não têm um calendário de implementação e execução de obras claro, o que dificulta o atendimento das necessidades da sociedade actual”, lamentou.

      O Canídromo situa-se na zona Norte e, após a sua desocupação, o Governo começou, em 2018, a análise do aproveitamento do terreno, sendo que o plano inicial previa satisfazer as necessidades relativas a equipamento social, instalações desportivas e recreativas, nomeadamente para construir instalações educacionais com espaço desportivo reservado.

      No entanto, o secretário da Administração e Justiça, André Cheong, afirmou na Assembleia Legislativa no final do ano passado que o Canídromo será sujeito a um projecto de parque desportivo da zona Norte, com pistas de corrida, piscina e estádio, dado que as escolas planeadas serão construídas na Zona A dos Novos Aterros.

      Já a secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Elsie Ao Ieong, revelou em Abril deste ano que a instalação desportiva a construir no terreno do Canídromo vai incluir um campo de futebol com pista de atletismo, um centro desportivo de vários andares, equipado com uma piscina interior aquecida de 50 metros, um campo de futsal, um campo de basquetebol, um campo de badminton, uma sala de ténis de mesa e uma sala de multiusos. Foi sugerido ainda montar um campo de basquetebol ao ar livre e um campo de futebol em miniatura.

      Lei Chan U, nesse sentido, questionou o Governo sobre como está o progresso do plano do Canídromo, exortando que o mesmo seja divulgado à sociedade brevemente, e sejam reveladas informações sobre os planos relativos ao concurso público das obras e o prazo de construção.

      Por outro lado, o deputado frisou que o segundo plano quinquenal da RAEM prevê que serão injectados mais recursos para o desenvolvimento da indústria desportiva, propondo ainda utilizar os recursos e as instalações desportivas em Hengqin para concretizar a complementaridade das vantagens e apoiar as associações desportivas para realizar treinos em Hengqin”. Neste caso, o também vice-presidente da FAOM pede mais explicações do Executivo sobre como concretizar essa orientação de desenvolvimento.