Edição do dia

Quarta-feira, 19 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
29 ° C
29.9 °
28.9 °
94 %
3.6kmh
20 %
Ter
29 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioInternacionalComunidade indiana em Macau “feliz” com escolha de Sunak para primeiro-ministro do...

      Comunidade indiana em Macau “feliz” com escolha de Sunak para primeiro-ministro do Reino Unido

      É visto como uma lufada de are fresco em tempos conturbados. Indianos radicados no território aplaudem a chegada de Rishi Sunak ao mais alto cargo do poder britânico. Não só é importante por “ser um descendente do império ultramarino britânico”, como também por ser um “não-branco”, naquilo que muitos consideram ser um momento histórico”.

      Elementos da comunidade indiana radicada em Macau ouvidos pelo PONTO FINAL mostram-se felizes com a escolha de Rishi Sunak como o novo primeiro-ministro britânico. O facto de ser descendente de imigrantes indianos e ser a primeira pessoa não-branca a assumir o cargo, entusiasma a comunidade.

      O conhecido chef Justin Paul, antigo responsável pela cozinha do consagrado restaurante Golden Peacock, lembrou que “é a primeira vez na história que sucede e é maravilhoso”. “A relação entre o Reino Unido e a Índia está muito boa e agora, certamente, ficará melhor”, notou.

      Paul referiu ainda que os seus amigos no Reino Unido “estão muito felizes” e “eu confesso que também estou”. “É muito importante, igualmente, um não-branco e descendente daquilo que foi o império britânico na Índia ter chegado a um cargo tão importante no Reino Unido”, sublinhou.

      Victor Kumar, presidente da Associação da Cultura Indiana de Macau, também enalteceu o facto. “Enquanto indiano, orgulho-me de ouvir isso e, sinceramente, fiquei surpreso por a escolha não ter recaído num branco. Um não-branco poder ser eleito primeiro-ministro. Esta notícia muda toda a percepção. Espero que as pessoas no mundo sejam tratadas da mesma forma, não apenas separadas por cor ou cultura”, afirmou, lembrando que “devemos sempre olhar para a capacidade de uma pessoa, mas não para a cor da pele ou estereótipos por raça”.

      Com a sua visão holística do mundo, Kumar acrescentou ainda que esta escolha não é feita ao acaso. “De acordo com o antigo mantra sânscrito Su-kha significa que a roda está em alinhamento total. Quando temos alinhamento, as coisas movem-se suavemente, como é natural. Isso deixa-nos felizes, mas é mais do que isso. Sentimos uma sensação de ordem, unidade e conforto ao saber que tudo está bem com o mundo.Quando o nosso mundo exterior está fora de alinhamento com a nossa natureza, vivemos vidas desequilibradas. Espero que haja verdadeira liberdade e verdadeira felicidade com todos os seres, em harmonia e paz”, desejou.

      A também chef Pratiksha Jadhav, natural de Bombaím, sente “orgulho” na indigitação de Sunak e acredita que o povo indiano sente o mesmo. “Sendo nativa indiana, sinto orgulho e tenho certeza de que os indianos de todo o mundo devem estar a sentir o mesmo, pois é a primeira vez na história que uma pessoa descendente de indianos se torna primeiro-ministro do Reino Unido, para além de que é também tão jovem”, afirmou a mulher.

      Jadhav confidenciou que não gosta de falar de política, mas mostrou-se fascinada com o percurso do novo primeiro-ministro britânico. “Ele foi analista da maior empresa bancária de investimento do mundo, por isso está na posse de um grande conhecimento financeiro que, certamente, ajudará a Grã-Bretanha durante esta crise económica que está a enfrentar. Além disso, é uma das pessoas mais ricas do Reino Unido, o que mostra bem as suas habilidades de gestão financeira”.

      O facto de ser o primeiro não-branco a chegar a DowningStreet é para a jovem cozinheira uma “não notícia”. “Para mim, ‘preto ou branco’ não importa, desde que a pessoa seja inteligente e capaz de assumir o cargo. Temos o grande exemplo de Barack Obama que foi Presidente dos EUA, país que serviu por oito anos logo após uma grande recessão económica. Então, penso que já é tempo de as pessoas pararem de discriminar e andar sempre a falar de negros e brancos”, enfatizou.

      Muitos indianos, tanto na Índia, como na diáspora celebram a ascensão de Rishi Sunak, naquilo que consideram ser um marco histórico na política britânica e uma prova do multiculturalismo do país. Aos 42 anos torna-se no mais jovem primeiro-ministro em 200 anos. Casado com Akshata Murthy, é, por isso, genro de um dos empresários mais ricos da Índia, Narayan Murthy. Estima-se que a fortuna do novo primeiro-ministro, juntamente com a sua mulher, estará avaliada em cerca de 730 milhões de libras (6,7 mil milhões de patacas).