Edição do dia

Sexta-feira, 19 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.8 ° C
27.9 °
26.5 °
89 %
8.8kmh
40 %
Sex
28 °
Sáb
28 °
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
26 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaMIF, MFE e PLPEX acolheram 1.500 empresas e promoveram 700 bolsas...

      MIF, MFE e PLPEX acolheram 1.500 empresas e promoveram 700 bolsas de contactos comerciais  

      Mais de 1.500 empresas participantes, 700 bolsas de contactos comerciais e 3,4 milhões de visualizações das transmissões ao vivo de promoção de produtos. Foi assim o balanço feito pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau da presente edição da MIF, MFE e PLPEX, “que terminaram com êxito” no sábado. Segundo o organismo, o evento concentrou-se no desenvolvimento das quatro principais indústrias de Macau e foram promovidas 56 sessões de conferências temáticas relacionadas com 300 empresas desses sectores.

       

      Terminaram no passado sábado a 27.ª Feira Internacional de Macau (MIF), a Exposição de Franquia de Macau 2022 (MFE) e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa 2022 (PLPEX), que foram realizadas durante três dias consecutivos no Cotai Expo. O Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) fez um balanço positivo dos três eventos, que tiveram como foco a promoção do desenvolvimento das quatro principais indústrias, tendo sido organizadas mais de 50 sessões de actividades de promoção de negócio relacionado, promovendo, além disso, mais de 700 bolsas de contactos comerciais.

      De acordo com o IPIM, os três eventos paralelos atraíram mais de 1.500 empresas a participarem na presente edição de forma online e offline, incluindo 1.047 expositores no recinto e 1.264 na sala de exposição online, sendo que algumas das quais se juntaram às exposições, tanto virtual como presencialmente.

      Os expositores foram principalmente provenientes do interior da China, Angola, Brasil, Moçambique, Portugal, Hong Kong e Macau, cobrindo áreas de negócio como ‘big health’, tecnologia de ponta, cadeias de franquia, propriedade intelectual, produtos característicos dos Países de Língua Portuguesa, alimentos e restauração, entre outras.

      Além das exposições que decorreram presencialmente no local, a MIF, a MFE e a PLEPEX adoptaram diferentes tecnologias para a promoção online. Os três eventos ajudaram as Pequenas e Médias Empresas a promover a sua marca e os seus produtos através das “bolsas de contactos em nuvem 2.0” actualizadas, que permitiram, por meio da tecnologia da Realidade Virtual, que as empresas visitantes de diferentes regiões participassem nas sessões e procederem à negociação num espaço virtual.

      “Com a experiência tecnológica, as negociações com vista à cooperação tornaram-se mais convenientes e cativantes, resultando no aumento da eficácia. Foram organizadas cerca de 700 bolsas de contactos, das quais mais de 350 foram realizadas online”, sublinhou.

      O IPIM referiu ainda que foi combinada a tecnologia 5G este ano para realizar as sessões de transmissão ao vivo e as visitas. “Nas sessões imersivas de transmissão ao vivo em Realidade Aumentada, os cenários dinâmicos em 3D mudaram em tempo real, de acordo com o tema, o conteúdo e os produtos mostrados pelos apresentadores, a fim de trazer ao público uma experiência enriquecida e em constante alteração, aumentando a visibilidade dos produtos das empresas de Macau no mercado”, afirmou o organismo.

      Durante os três dias, foram realizadas promoções ao vivo para mais de 240 empresas, incluindo os produtos “Fabricados em Macau”, “Concebidos em Macau” e das “Marcas de Macau”, bem como produtos característicos dos Países de Língua Portuguesa. Segundo o IPIM, a transmissão ao vivo atraiu no total a visualização de cerca de 3.4 milhões de pessoas.

      Os três eventos, concentrando-se na promoção de desenvolvimento das quatro principais indústrias-chaves, contaram com a participação de 303 empresas da tecnologia de ponta, a medicina tradicional chinesa, a indústria cultural e turística e a finança moderna e a realização de 56 actividades temáticas relacionadas.

      No âmbito de que o Governo da RAEM está a preparar para a retoma dos vistos electrónicos para visitantes e receber excursões turísticas de quatro províncias e uma cidade do interior da China, as três exposições acolheram quatro actividades de apresentação e visita de prospecção, com a participação de 181 empresas visitantes de Guangdong, Zhejiang, Jiangsu, Fujian e Xangai.

      Foi ainda organizada a Sessão de Apresentação das Convenções e Exposições de Macau na passada sexta-feira, recebendo 80 comerciantes, 45 dos quais juntaram-se a uma viagem de experiência, a fim de conhecer as instalações locais de apoio das convenções e exposições.

      Na presente edição da PLPEX foi instalada uma Zona de Serviços Exposição por Representação, e mais de 50 empresas domésticas e estrangeiras apresentaram 230 produtos e serviços de qualidade. “A exposição ainda dispôs de serviços linguísticos prestados por profissionais bilingues, com o intuito de ajudar essas empresas a quebrar as barreiras físicas, temporais e linguísticas, utilizando a plataforma da exposição para aumentar a visibilidade da sua marca e expandir o seu mercado”, destacou o IPIM.

      O organismo adiantou ainda que se realizou durante a iniciativa a Cerimónia de Entrega de Prémios do G100 X 2022PLPEX – Vinhos e Bebidas Espirituosas mais Promissores dos Países de Língua Portuguesa, sendo organizadas igualmente bolsas de contactos para os vinhos premiados, que “aumentou a eficácia do evento e expandir o mercado para os expositores da PLPEX”.