Edição do dia

Sexta-feira, 19 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
28.3 ° C
28.9 °
26.5 °
79 %
9.3kmh
40 %
Sex
28 °
Sáb
28 °
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
26 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaCarnaval de Consumo de Macau começa este sábado  

      Carnaval de Consumo de Macau começa este sábado  

      Promovido pela Direcção dos Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico e pela Associação Comercial de Macau, o festival de consumo tem a duração de 20 semanas e promete fazer a delícia da população com muitos prémios à mistura. Promoção do consumo e dinamização da confiança das empresas são dois dos pressupostos para esta iniciativa acontecer. Cerca de 20 mil estabelecimentos comerciais vão participar na iniciativa.

       

      A edição deste ano do Carnaval de Consumo de Macau foi ontem apresentada no auditório comemorativo Ho Yin, nas instalações da Associação Comercial de Macau que, juntamente com a Direcção dos Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico (DSEDT), procura a “promoção do consumo e dinamização da confiança das empresas”

      Com início amanhã, dia 15 de Outubro, o evento decorrerá até dia 28 de Fevereiro do próximo ano. Serão, portanto, 20 semanas de “diversão e muitos prémios” cujo valor totaliza cerca de 100 milhões de patacas.

      A subdirectora da DSEDT, Chan Tze Wai, referiu que “com a manutenção da estabilidade da pandemia e a implementação ordenada das medidas favoráveis a Macau do Governo Central, incluindo a retoma das excursões turísticas e dos vistos electrónicos a Macau, serão dados esforços para a recuperação económica de Macau”. “O Governo da RAEM irá continuar a envidar todos os esforços para tomar uma série de medidas de alargamento de fontes de turistas e da procura interna, de modo a promover a retoma estável da economia”, garantiu a responsável da DSEDT.

      Por sua vez, o presidente da Associação Comercial de Macau, Frederico Ma, neto do proeminente Ma Man Kei, revelou que a associação “promoveu a participação activa junto das empresas associadas e das de outras associações comerciais zonais de diversos sectores, bem como contactou instituições financeiras, empresas integradas de turismo e lazer e instituições de capital chinês para patrocinarem os prémios do grande sorteio final, a fim de elevar a atractividade do evento”. “Espero que esta actividade possa desempenhar um papel positivo no impulso ao consumo, na promoção da procura interna e na revitalização da economia”, vaticinou, deixando o apelo para que todos os estabelecimentos comerciais aderentes lancem mais benefícios e consumo em cruzamento com outros estabelecimentos.

      E como funciona o Carnaval de Consumo? Durante o decorrer do evento, quando o utente da carteira electrónica com autenticação do nome verdadeiro consumir, de forma offline, na maioria dos estabelecimentos comerciais físicos de Macau e pagar efectivamente o valor não inferior a 68 patacas por cada transacção através do meio de pagamento móvel, poderá participar imediatamente no sorteio para ganhar cupões electrónicos, podendo obter, por cada transacção, cinco oportunidades de ganhar cupões electrónicos.

      Mas não é só. Os participantes podem ainda participar automaticamente num grande sorteio a realizar após o fim do evento. “O Grande Sorteio Final oferece prémios valiosos com valor total de um milhão de patacas, incluindo prémios pecuniários, cupões de restaurantes, cupões de alojamento hoteleiro, entre outros”, referiu a organização durante a apresentação da iniciativa.

      A organização pretende ainda que, dentro da responsabilidade de consumo, a população se sinta “encorajada a multiplicar esse consumo”, acabando por promover o ciclo de consumo do bairro comunitário e “reforçando assim a confiança de todos os sectores na continuidade da exploração das suas actividades”.

      A DSEDT sublinhou também que tem organizado, em cooperação com as associações comerciais de diferentes zonas, actividades nos bairros comunitários, tendo obtido “bons resultados”. Com base nisso, deixou a promessa, o Carnaval de Consumo “vai alargar a sua dimensão e cobertura”. Cerca de 20 mil estabelecimentos comerciais vão participar na iniciativa.